Alagoas, 27 de outubro de 2020 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CORRUPÇÃO

Justiça Federal bloqueia R$ 171,3 milhões do filho de Humberto Martins

Advogado Eduardo Martins é investigado em esquema de desvio e lavagem de dinheiro

José Fernando Martins

20/09/2020 15h03 - Atualizado em 21/09/2020 09h09

Eduardo Martins, filho do ministro Humberto Martins
DivulgaçãoEduardo Martins, filho do ministro Humberto Martins

O juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio de Janeiro, determinou o bloqueio de até R$ 171.3 milhões do advogado alagoano Eduardo Martins, filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

Eduardo Martins é um dos investigados da Operação E$quema S, que apura desvios e esquema de lavagem de dinheiro realizado pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

Leia mais

Filho de ministro comanda corrupção no STJ

Desembargador do TRE de Alagoas é investigado

Os escritórios de advocacia de Martins, localizados em Brasília e Maceió, conforme apurou o Ministério Público Federal (MPF), tinham como principal cliente a própria federação investigada. 

Todo esse "investimento" feito a Eduardo Martins seria porque o advogado teria trânsito fácil dentro do STJ ajudando a interferir em decisões de ministros da Corte. 

Ele é acusado de estelionato, peculato, tráfico de influência, exploração de prestígio, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Acesse a galeria de arquivos no final da matéria.

O bloqueio de bens tem como objetivo ressarcir não só a Fecomércio, mas também o Sesc e o Senac do Rio de Janeiro, que eram controlados pelo empresário Orlando Diniz, que delatou todo o esquema.

Confira abaixo lista dos acusados de fazer parte da quadrilha e valores de bloqueios

Arquivos
5055307-78.2020.4.02.5101-Marcelo-Bretas-bloqueia-R-237-milhoes-de-Zanin (3).pdf


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade