Alagoas, 15 de agosto de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
TRIBUNAL SUBMISSO

TJ fecha lista tríplice com nomes impostos por Humberto Martins

Fábio Ferrário, Eduardo Lopes e Alberto Maya foram os escolhidos pelo Pleno

Redação

15/07/2022 13h01 - Atualizado em 15/07/2022 14h02

Os candidatos Fábio Ferrário, Eduardo Lopes e Alberto Maya
DivulgaçãoOs candidatos Fábio Ferrário, Eduardo Lopes e Alberto Maya

O Tribunal de Justiça de Alagoas rendeu-se às pressões de Humberto Martins e incluiu na lista tríplice dois nomes impostos pelo ministro do STJ. Em reunião extraordinária realizada hoje o Pleno do TJ elegeu Fábio Ferrário - primeiro da lista sêxtupla - além de Eduardo Lopes e Alberto Maya como finalistas para disputar a vaga de desembargador do TJ pelo quinto constitucional.

Eduardo Lopes ficou em quarto lugar na lista sêxtupla e Alberto Maya Calheiros em sexto, mas o presidente do STJ exigiu a presença dos afilhados na lista tríplice. Pressionado, o tribunal capitulou e incluiu a dupla na relação dos finalistas.

O poder de Humberto Martins advém das ameaças de retaliação a desembargadores enrolados em ações de improbidade no STJ e CNJ. No tribunal quem não tem processos pendente deve favores ao presidente do STJ.

Da lista sêxtupla eleita pela OAB ficaram de fora o advogado Daniel Brabo, o segundo mais votado, Lavínia Cavalcanti e Cláudia Lany. Com isso, o tribunal perdeu a chance de manter uma das duas advogadas na lista tríplice, afastando-se ainda mais da tão reivindicada paridade de gênero.

A lista tríplice já foi enviada ao governador Paulo Dantas para escolha do novo desembargador, cuja nomeação deve sair até segunda-feira. A escolha será rápida para evitar pressões externas e desgaste político em ano eleitoral.

Afinado com os interesses da Assembleia Legislativa e do próprio Poder Judiciário, Paulo Dantas não terá dificuldades em escolher o melhor nome para compor o Tribunal de Justiça de Alagoas. Ao que tudo indica, o governador deve manter a prática e nomear o candidato mais votado pela categoria e assim evitar a interferência maléfica de Humberto Martins no Judiciário alagoano.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade