Alagoas, 20 de maio de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
GOVERNADOR-TAMPÃO

Imbróglio jurídico deve acabar no Supremo, que dará ultima palavra

Redação

30/04/2022 17h05 - Atualizado em 30/04/2022 17h05

Decisão cair nas mãos do Supremo Tribunal Federal
Agencia BrasilDecisão cair nas mãos do Supremo Tribunal Federal

O PSB empreende verdadeira corrida judicial para interromper o processo eleitoral que vai escolher o governador-tampão e seu vice, marcado para esta segunda-feira. A maratona começou com recurso à Justiça de primeiro grau, passou pelo Tribunal de Justiça, chegou ao STJ, e deve desembarcar no Supremo Tribunal Federal, última palavra em questões constitucionais.

Por trás desse imbróglio jurídico estão os interesses nada republicanos da oposição em Alagoas, chefiada por Arthur Lira e seus aliados. O argumento jurídico para adiar a escolha do governador-interino não tem fundamento e seu objetivo é tumultuar o processo e prejudicar Renan Filho e seu candidato ao governo na eleição de outubro.

A pendenga já rendeu um arranca-rabo entre o deputado Arthur Lira o senador Renan Calheiros, que acusa o presidente da Câmara de articular um golpe contra Alagoas. O clima é tenso e deve esquentar ainda mais até a decisão final do STF.

A rivalidade entre Arthur Lira e os Calheiros vem de longe, mas agravou-se depois da briga pela divisão dos R$ 2 bilhões da venda da Casal para a BRK, vencida por Renan Filho. Nessa pendenga, sobrou estilhaços até para o presidente da Assembléia, deputado Marcelo Victor, aliado de primeira hora de Lira.

O processo de escolha do governador-tampão estabelecido pela Assembleia de Alagoas tem respaldo em decisão do STF, mas em ano eleitoral, quando grupos se digladiam pelo poder, tudo pode acontecer. E nessa briga de cachorro grande o povo é só um detalhe.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade