Alagoas, 24 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
JUSTIÇA NA BERLINDA

Equipe do CNJ deve voltar a Alagoas para concluir investigações

Redação

04/12/2021 06h06 - Edição 1147

Tribunal de Justiça
DivulgaçãoTribunal de Justiça

Para quem acredita que o 13 é o número do azar, a crendice pode funcionar até mesmo contra membros engravatados do Tribunal de Justiça de Alagoas, que há muito estão com a toga sob a mira do Conselho Nacional de Justiça. 

É que na segunda-feira, 13 de dezembro, a equipe do CNJ deve retornar ao estado para concluir as investigações sobre denúncias de venda de sentença e outros malfeitos atribuídos a juízes e desembargadores.

No final de outubro a própria corregedora Nacional de Justiça, ministra do STJ Maria Thereza de Assis Moura, comandou uma correição no TJ-Alagoas e a mesma equipe deve voltar dia 13 próximo para concluir a devassa no tribunal, onde é tenso o clima entre desembargadores e auxiliares. Até o corregedor-geral do TJAL é acusado de fazer negócios com cartórios do interior. 

A expectativa é de que novas investigações serão abertas pelo CNJ em função do vasto material apreendido pela Polícia Federal no mandado de busca e apreensão contra advogados, juízes e desembargadores envolvidos nas denúncias. A presença da corregedora Nacional de Justiça em um estado por duas vezes seguidas é fato inédito na história do Conselho Nacional de Justiça. 

Além de investigar o loteamento de cartórios extrajudiciais, a equipe da ministra Maria Thereza Moura deve retomar os depoimentos sobre o interminável processo de falência do Grupo João Lyra, a começar pelas invasões de terras da massa falida por empresários e políticos da região sul do estado. 

As investigações do CNJ ocorrem em meio ao processo de escolha de três novos desembargadores do TJ-Alagoas, que passará de 15 para 18 membros. Das três novas vagas de desembargador, uma será destinada à OAB, pelo quinto constitucional, e as demais serão preenchidas pelo Judiciário.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade