Alagoas, 26 de outubro de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
FUMAÇA PRETA

Renan Filho e Collor vão contar com ajuda de Brasília nas eleições

Filho teria apoio de Lula; Collor deve se aliar a Arthur Lira

Redação

09/04/2021 08h08 - Edição 1113

Renan Filho e Fernando Collor
DivulgaçãoRenan Filho e Fernando Collor

A possível candidatura de Lula a presidente da República em 2022 levará a eleição em Alagoas a uma disputa nacionalizada. De um lado, Renan Filho, e do outro, Fernando Collor, que deve se aliar a Arthur Lira e ao presidente da Assembleia, Marcelo Victor. 

O governador teria o apoio de Lula, enquanto o senador contaria com Bolsonaro em seu palanque. Collor buscará a reeleição em uma chapa majoritária provavelmente com um candidato a governador lançado pela Assembleia. Seu principal adversário será Renan Filho, que ameaça concluir o mandato caso não chegue a um acordo com os deputados. 

Mas essa hipótese é descartada pela oposição que a interpreta como barganha do governador. Se quiser o apoio dos deputados à sua candidatura ao Senado, Renan Filho terá que entregar os anéis para salvar os dedos. Os deputados querem que o governador desista de indicar o sucessor para apoiar um candidato do Legislativo. Preço que Renan Filho não está disposto a pagar. 

Com dois mandatos bem avaliados e um orçamento bilionário para investimento em obras, Renan Filho acredita que fará o sucessor e se elegerá senador na eleição do próximo ano. Com essa convicção, o governador dificilmente fará acordo político com os deputados. 

Os dois lados, no entanto, não fecharam as portas, deixando aberta a possibilidade de um acordo político. Mas pelo tom das conversas ocorridas até agora, a fumaça branca dificilmente sairá do Palácio dos Martírios.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade