Alagoas, 24 de outubro de 2021 25º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CORRUPÇÃO

Novos gestores encontram prefeituras com cofres vazios

Prefeitos gastam primeiro mandato pagando dívidas do antecessor

Redação

15/01/2021 08h08

Prefeitos encontram cofres vazios
DivulgaçãoPrefeitos encontram cofres vazios

O assalto aos cofres públicos praticado por vários prefeitos desonestos é prova de que os eleitores não estão escolhendo bem os seus representantes. Em alguns casos os gestores podem até ter surpreendido, mas na maioria a roubalheira era esperada, dado que a folha corrida dos prefeitos já era conhecida antes mesmo da eleição. 

Com raras e honrosas exceções, o saque ao erário é mais intenso durante o segundo mandato, o que coloca em discussão a necessidade de pôr fim à reeleição desses gestores. 

Via de regra, os prefeitos gastam o primeiro mandato pagando dívidas do antecessor e acertando as contas com agiotas e demais financiadores de campanha, sem deixar de realizar alguma obra para garantir a reeleição. No segundo mandato, a ordem é roubar o que puder e deixar o pepino para o sucessor.

Nesses tempos de vacas magras para as prefeituras, com poucos recursos próprios, os larápios do dinheiro público têm se especializado em saquear a previdência do município e o Fundeb, deixando aposentados, pensionistas e professores a ver navios. 

Se vale de consolo aos nativos, a ladroeira não é caso isolado de Alagoas; ocorre na maioria dos 5.570 municípios brasileiros e se transformou no maior sumidouro de dinheiro público do País. E o pior é que esse tipo de crime é cada vez mais praticado com a certeza da impunidade graças à benevolência da Justiça e conivência das Câmaras de Vereadores.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade