Alagoas, 28 de novembro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PRAIA DO FRANCÊS

Construção de cemitérios revolta moradores e ambientalistas

Paisagem paradisíaca irá concorrer com túmulos e urnas funerárias

Redação

16/10/2020 07h07 - Atualizado em 19/10/2020 10h10

Cemitérios verticais vão invadir pontos turísticos
DivulgaçãoCemitérios verticais vão invadir pontos turísticos

A região da Praia do Francês, um dos principais cartões postais de Alagoas, corre o risco de ter sua paisagem natural descaracterizada pela presença de dois cemitérios projetados para o local. É mais uma estupidez do poder econômico na ocupação predatória em área de proteção ambiental. 

Contrários à iniciativa, ambientalistas alertam que, além de alterar a paisagem natural pelos cemitérios, o chorume dos corpos em decomposição pode contaminar as águas subterrâneas do frágil lençol freático, com risco para a saúde humana.

Atraídos pelo adensamento urbano e valorização da região próxima à capital, empresários do setor de serviços fúnebres estão pressionando a Prefeitura de Marechal Deodoro a liberar a área para construção desses equipamentos no entorno da mais badalada praia do Brasil. 

E mais grave: a licença de construção dos chamados campos santos foi aprovada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente sem ao menos discutir a questão com a comunidade, provocando revolta dos moradores, empresários do setor hoteleiro e demais comerciantes locais. 5

Todos acreditam que além da questão ambiental, paisagística e de saúde pública, a presença de cemitérios vai inibir futuros empreendimentos turísticos, imobiliários e hoteleiros na região, com prejuízos para a comunidade.

Além de ações judiciais para impedir a construção dos cemitérios, a comunidade está unida na luta para convencer o prefeito de Marechal Deodoro a proibir tais empreendimentos. 

Construir cemitérios em área de proteção ambiental é uma estupidez sem tamanho. E mais ainda no entorno de uma região com vocação turística natural, de grande importância econômica e social para Alagoas.

Leia matéria exclusiva sobre o caso no EXTRA ALAGOAS nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade