Alagoas, 20 de setembro de 2020 22º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
habeas corpus

TJ julga novo pedido de liberdade para Rocha Lima

Oficial é acusado de homicídio e vai a júri por outro assassinato ocorrido há 10 anos

Redação

01/09/2020 18h06

O ex-comandante da PM Rocha Lima
DivulgaçãoO ex-comandante da PM Rocha Lima

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) julga nessa quarta-feira 2, o segundo pedido de liberdade do tenente-coronel Rocha Lima, acusado de homicídio ocorrido há um ano no Tabuleiro. 

O militar foi preso dia 22 de julho, uma semana depois do assassinato do empresário Kleber Malaquias, dia 15 de julho último, na Casa da Buchada, em Rio Largo.

Na época, Rocha Lima comandava o Batalhão Militar de Rio Largo e era tido na cidade como “braço armado do prefeito Gilberto Gonçalves”. Logo após a prisão, o militar foi destituído do comando do batalhão, mas, oficialmente, ele não é investigado pela execução de Malaquias.

Além de seu envolvimento no crime do Tabuleiro, Rocha Lima deve ir a júri popular por outro assassinato praticado há 10 anos em São José da Laje.

Envolvido em várias denúncias de crimes, a ficha corrida do militar é bem extensa e deve pesar no julgamento de seu habeas corpus pela Câmara Criminal do TJ.

Ao negar liberdade a Rocha Lima em pedido de habeas corpus anterior, o desembargador João Azevedo Lessa argumentou a necessidade de manter o réu preso em função da gravidade do crime a ele imputado, sobretudo por envolver um agente público do alto oficialato da Polícia Militar.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade