Alagoas, 30 de setembro de 2020 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
INVESTIGAÇÃO

Execução de Kleber Malaquias faz um mês e delegado prorroga inquérito

Empresário foi assassinado a tiros na Casa da Buchada em Rio Largo

Redação

15/08/2020 09h09

O empresário Kleber Malaquias
Arquivo pessoalO empresário Kleber Malaquias

O assassinato do empresário Kleber Malaquias completa um mês sem que a polícia tenha identificado o pistoleiro ou o mandante da empreitada criminosa consumada no dia 15 de julho último, no restaurante Casa da Buchada, em Rio Largo.

O delegado que investiga o homicídio pediu prorrogação do inquérito policial para concluir as investigações, mas por se tratar de crime de mando com motivação política, como acredita a família da vítima, dificilmente será esclarecido.

Pelo nome dos possíveis mandantes é quase certo que a investigação policial siga o mesmo caminho de outros 15 mil inquéritos que estão adormecidos nas delegacias de Alagoas, cujo destino é o arquivamento por falta de provas. 

Para ficar apenas nos últimos crimes de repercussão até hoje não esclarecidos, vale lembrar os assassinatos do vereador Neguinho Boiadeiro, em Batalha, e do empresário Rodrigo Alapenha, em Delmiro Gouveia.

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Criminalística revela que a elucidação dos crimes de homicídios no Brasil não chega a 10%. 

Este percentual é de 65% nos Estados Unidos, 90% na Inglaterra e 80% na França. E mais: a quase totalidade dos homicídios esclarecidos decorre de prisão em flagrante e da repercussão do caso nos meios de comunicação.

Já é consenso entre as autoridades da área criminal a tese de que os infindáveis prazos de conclusão de inquéritos existem para a proteção dos criminosos, sobretudo os mandantes. 

Espera-se que não seja este o destino final da investigação que apura a execução de Kleber Malaquias.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade