Alagoas, 26 de setembro de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
MORTE DE MALAQUIAS

Tenente-coronel Rocha Lima deixou pegadas na cena do crime

Militar teria ido à casa dos pais da vítima para requisitar notebook

Redação

31/07/2020 08h08 - Atualizado em 01/08/2020 10h10

O ex-comandante da PM Rocha Lima
DivulgaçãoO ex-comandante da PM Rocha Lima

O tenente-coronel Antônio Marcos da Rocha Lima garante que não está sendo investigado pelo assassinato do empresário Kleber Malaquias, assim como também nega seu envolvimento em outros crimes a ele atribuídos. 

Exonerado do comando do 8º Batalhão de Polícia Militar (8°BPM), de Rio Largo, dois dias após o assassinato do empresário, Rocha Lima esteve no local do crime minutos depois do homicídio e deixou algumas pegadas. 

O empresário Kleber Malaquias
O empresário Kleber Malaquias

Após fazer diligências sobre a existência de câmeras de vídeo no local do crime (Casa da Buchada) e em residências vizinhas, o militar dirigiu-se à casa dos pais da vítima para requisitar um notebook de uso pessoal de Kleber Malaquias. 

Frustrado nessa tentativa, Rocha Lima ligou para o prefeito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves, colocando-o em linha com o pai da vítima, mas ainda assim saiu de mãos vazias. 

O militar foi informado de que Kleber Malaquias não guardava seus pertences na casa dos pais dele. Não sendo competência da Polícia Militar investigar crimes, as providências tomadas pelo tenente-coronel Rocha Lima são, no mínimo, suspeitas. 

E, como tal, devem ser investigadas pelo delegado que preside o inquérito policial.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade