Alagoas, 05 de agosto de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Vendedores de ilusões

Alfredo Gaspar, Ronaldo Lessa e JHC vão encabeçar disputa à Prefeitura

Demais candidatos entrarão no pleito apenas para marcar espaço

Redação

10/07/2020 07h07 - Atualizado em 10/07/2020 07h07

Os pré-candidatos Alfredo Gaspar, Ronaldo Lessa e JHC
DivulgaçãoOs pré-candidatos Alfredo Gaspar, Ronaldo Lessa e JHC

O futuro prefeito de Maceió sairá da disputa entre Alfredo Gaspar de Mendonça, Ronaldo Lessa e João Henrique Caldas. Os demais candidatos entrarão no pleito municipal deste ano apenas para marcar espaço.

O indicativo é de recente consulta eleitoral realizada nos diversos bairros da Capital pela MB Pesquisa e Consultoria, sob a coordenação do analista político Marcelo Bastos. 

Dos três candidatos, os mais bem avaliados pelo eleitorado, segundo a pesquisa, são Alfredo Gaspar e João Henrique, mas Lessa pode surpreender. Afinal, é o que tem mais experiência administrativa e bom trânsito entre os servidores públicos.

Se conseguir unir as esquerdas em torno de sua candidatura – o que é pouco provável – o ex-governador e ex-prefeito de Maceió terá vaga garantida no segundo turno, apesar de seu alto índice de rejeição.

Segundo a MB Pesquisa, dos três nomes mais cotados para comandar Maceió, o que tem menor índice de rejeição é Alfredo Gaspar de Mendonça, seguido de João Henrique Caldas e Ronaldo Lessa, o mais rejeitado do trio.

Mas em meio à tríplice crise – sanitária, econômica e social – o que vai mesmo decidir a eleição deste ano é o desempenho de cada candidato em campanha. Frustrado e ressentido, o eleitor saberá distinguir o candidato sério dos vendedores de ilusões.

Leia a coluna Sururu na íntegra no EXTRA ALAGOAS nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade