Alagoas, 03 de abril de 2020 26º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CORRUPÇÃO

Mais dois juízes devem ser aposentados por venda de sentenças

Tribunal de Justiça começou o ano analisando várias denúncias de corrupção

Redação

17/02/2020 11h11

Faxina ética na Justiça
DivulgaçãoFaxina ética na Justiça

O Tribunal de Justiça de Alagoas começou o ano analisando várias denúncias de corrupção contra magistrados, envolvimento de juiz com assassinatos e outros malfeitos que desonram a toga. 

Já na primeira reunião do ano o Pleno do tribunal decidiu, por unanimidade, abrir processos administrativos disciplinares contra dois magistrados que devem ganhar aposentadoria compulsória ainda este ano. 

Um dos acusados foi denunciado à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado (PGJ) por venda de sentença e envolvimento com um grupo de extermínio que há anos atua no Sertão.

O outro juiz atua em Arapiraca e é acusado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) de promover uma avalanche de promoções ilegais de militares, além de comandar um esquema criminoso de venda ilegal de medicamentos superfaturados para o Estado. As denúncias são graves e dificilmente os magistrados permanecerão na ativa. 

  Nessa limpeza ética destaque-se o trabalho da Corregedoria-Geral da Justiça sob o comando do desembargador Fernando Tourinho Filho, cuja meta é zerar todos os processos contra magistrados que há anos dormiam nas gavetas do órgão. 

Louve-se também a atuação firme do ouvidor Diógenes Tenório, que não tem dado trégua aos maus juízes.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade