Alagoas, 05 de junho de 2020 25º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
opinião

Caso de transexual expõe imoralidade e hipocrisia de Alagoas

Manchetes negativas na imprensa invadiram portais nacionais

Redação

10/01/2020 07h07

Transexual denuncia shopping de Maceió
ReproduçãoTransexual denuncia shopping de Maceió

Um travesti estava usando o banheiro feminino de um shopping em Maceió, uma mulher não gostou da cena e chamou o segurança, que retirou o transexual do local.

Foi o bastante para o mundo desabar sobre Alagoas, com manchetes negativas na imprensa nacional e debates acalorados envolvendo até mesmo os poderes de Estado. Hipocrisia para todos os lados.

Toda essa energia é gasta em um Estado com mais da metade de sua população vivendo na pobreza; desemprego em massa, criminalidade em alta e a miséria grassando em todos os municípios.

Não se está aqui negando o direito dos transexuais de usar o banheiro do gênero com o qual se identificam, e muito menos defendendo a violência contra quem quer que seja. Se houve exagero que se puna os responsáveis, seja lá quem for.

O absurdo dessa histérica discussão é transformar um caso banal numa guerra de gênero e botar todo mundo no mesmo saco da homofobia, que deve ser combatida por todos.

Imoral não é só retirar um travesti de um banheiro feminino, mas também e, sobretudo, silenciar diante da omissão e da negligência do poder público em relação à situação de miséria em que vive a maioria da população.

Mas, convenhamos, defender pobre não dá ibope nem manchetes na imprensa amestrada; no máximo, algumas linhas no discurso mofado da esquerda radical.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade