Alagoas, 14 de agosto de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMORALIDADE

TJ decide dia 17 se Raimundo Tavares é procurador de Estado

Ex-deputado quer obrigar governador a nomeá-lo mesmo sem ter feito concurso público

Redação

12/12/2019 13h01

Raimundo Tavares
Foto: DivulgaçãoRaimundo Tavares

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) julga na próxima terça-feira, 17, a ação judicial em que o ex-deputado Raimundo Tavares insiste em ser procurador de Estado, mesmo sem ter feito concurso público, como manda a lei.

Após quase três anos de litígio com os procuradores de Estado, Tavares ajuizou um mandado de segurança contra o Estado para forçar o governador Renan Filho a nomeá-lo. 

O problema é que a Associação dos Procuradores de Alagoas contesta o pleito do ex-deputado, que não conseguiu provar que algum dia tenha sido nomeado procurador de Estado em Alagoas.

O processo será julgado no Pleno do TJ na última sessão do ano e, pelo andar da carruagem, a indecência deve ser aprovada graças a manobras de bastidores. 

Restará aos contribuintes a esperança de o Ministério Público recorrer da imoralidade.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade