Alagoas, 24 de junho de 2019 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PINHEIRO

Se laudo indicar causas naturais é fraude, diz ambientalista

Redação

12/04/2019 08h08

Professor José Marques de Melo acredita que Braskem é responsável por afundamento do solo
Foto: DivulgaçãoProfessor José Marques de Melo acredita que Braskem é responsável por afundamento do solo

Às vésperas da divulgação do relatório que apontará as causas dos problemas que ameaçam afundar o Pinheiro, o professor José Marques de Melo faz um alerta à população do bairro condenado. Para ele, se o laudo indicar causas naturais é indício de fraude com intuito de livrar a Braskem da possibilidade de pagar indenizações. 

O ambientalista - que não confia nos dados fornecidos pela Braskem - admite que a Comissão responsável pelos estudos está sofrendo pressões para escamotear a verdade dos fatos. Ele vê fortes evidências de que pode ocorrer uma tragédia na região e denuncia pressões para colocar a culpa em “falhas geológicas” e não na exploração do sal-gema praticada há 40 anos pela mineradora. 

Em recentes entrevistas concedidas aos jornalistas Ricardo Mota, da TV Alagoas, e Flávio Gomes de Barros, da TV Mar, Marques de Melo lembra que falhas geológicas se formam ao longo de milhões de anos e não causam nenhum risco à população - a não ser se elas forem despertadas. 

“E há evidências de que a Braskem furou poços em cima da falha geológica que corta a região das minas”. 

Ao falar da agonia vivida pelos moradores da região com o clima de guerra psicológica, o ambientalista – que também mora no Pinheiro – citou o seu próprio drama. “Considero-me expropriado; roubaram fisicamente a minha casa, que perdeu o seu valor, e roubaram o meu espírito. E não é só a casa não, roubaram também a nossa vida”. 

Emocionado e já falando às lágrimas, o professor concluiu sua entrevista à TV Mar dizendo que não há dinheiro que pague esse drama coletivo – que não tem preço – e adverte que qualquer indenização por danos aos imóveis nada representa diante dos imensuráveis danos morais causados à população do bairro condenado. 

Pelo calibre do escritório que contratou para sua defesa – Sérgio Bermudes Advogados – com mais de 100 profissionais à disposição, a Braskem deixa claro que não aceitará tão fácil as bilionárias ações de indenização que virão por ai.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 15.2k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade