Acompanhe nas redes sociais:

19 de Março de 2019

Só no site :: Alagoas

15/02/2019 - 12:52:15

Prefeito é acusado de falsificar assinatura da ex-esposa

Documento forjado transferiu empresa de galetos para Leopoldo Pedrosa

José Fernando Martins
Meiry Emanuella com o ex-marido, Leopoldo Pedrosa - Foto: Divulgação

O prefeito de Maribondo, Leopoldo Pedrosa (PRB), está sendo acusado de falsificar a assinatura da ex-esposa Meiry Emmanuella Vasconcelos em documentação para se apropriar da franquia Galeto São Luiz.

Uma perícia nas assinaturas apontou diferenças de grafia. E mais, quem falsificou o documento de transferência de posse da franquia nem teve o cuidado de escrever o nome de Meiry Emmanuella corretamente.

O parecer grafotécnico, obtido com exclusividade pelo EXTRA, mostrou que em vez de “Vasconcelos”, o verdadeiro autor da assinatura escreveu “VOsconcelos” como sobrenome da vítima.

Constatada a falsificação, a franquia Galeto São Luiz voltou à verdadeira dona. Segundo o advogado Davi Fireman, a Justiça concedeu liminar favorável após a apresentação - entre outras provas - de laudo pericial comprovando que a assinatura que consta em cartório como sendo a de Emmanuella foi de fato fraudada.

Confira  a decisão

A decisão do dia 11 de fevereiro foi do juiz Rodolfo Osório Gatto Herrmann, 18ª Vara Cível da Capital. A reportagem do EXTRA entrou em contato com o prefeito pelo número telefônico de final 047, mas não foi atendida. 

Agressão

Pedrosa foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha no dia 21 de junho de 2017 por agredir de forma violenta a ex-esposa, Meiry Emanuella e a mãe dela, Rosineide de Oliveira Vasconcelos. 

Dois anos antes, em 20 de julho de 2015, ambas já haviam sido vítimas de agressão física por parte do prefeito, o que ensejou a abertura de uma ação penal e dentro da qual foram definidas medidas protetivas que incluíam ele não se aproximar de nenhuma delas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia