Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Só no site :: Alagoas

10/09/2018 - 14:17:32

Advogada denuncia ação truculenta de militares

Redação
Foto: Reprodução/Facebook

A advogada Paula Simony Lopes denunciou a atitude de policiais militares que invadiram sua casa no feriado do dia 7 de setembro. Ela, que é coordenadora do Centro de Defesa dos Direitos da Mullher (CDDM/AL), registrou um boletim de ocorrência na Central de Polícia de Maceió. 

Segundo a denunciante, uma guarnição invadiu sua residência sem mandado de busca e apreensão. "Quem nos conhece sabe que temos no quintal uma plantação/experimento de agroecologia com milho, macaxeira, bananeiras e quiabo, pois bem, a polícia destruiu toda a plantação! Tínhamos  também uma fossa ecológica que foi escavada e teve o cano quebrado", relatou via Facebook. 

"Tínhamos na área um parquinho das crianças com pneus pintados e tudo foi destruído! Abriram a porta da casa das codornas e elas foram comidas pelos gabirus! A policia cavou todo o nosso quintal, destruiu a nossa casa, mexeram e remexeram em tudo (...). Dei graças a Deus de neste dia não ter ido em casa com meus filhos", desabafou. 

Repúdio

O Movimento de Mulheres Olga Benario (Alagoas) prestou solidariedade à militante feminista e advogada Paula Simony Lopes e à sua família. "Viemos exigir uma reparação pública do Estado de Alagoas pelo constrangimento e prejuízo causado à Paulo Simony e sua família. Exigimos também que seja aberto um inquérito policial militar para investigação do fato. Uma situação tão alarmante não pode passar como fato corriqueiro nem na casa de uma advogada, nem na de qualquer outro cidadão ou cidadã deste estado e deste país. Que os direitos de todos e todas sejam respeitados!", declarou em nota. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia