Acompanhe nas redes sociais:

09 de Dezembro de 2018

Só no site :: Alagoas

02/03/2018 - 12:33:12

Trabalhadores da AlmaViva denunciam abusos ao MPT

Bruno Fernandes - Estagiário sob supervisão
Foto: Bruno Fernandes

Funcionários da empresa de Telemarketing AlmaViva realizaram um protesto no final da manhã desta sexta-feira, 2, na porta do Ministério Público do Trabalho de Alagoas (MPT), localizado no bairro da Mangabeiras, em Maceió.

Além do manifesto, cerca de 70 trabalhadores entraram com uma ação conjunta contra a multinacional. Segundo a representante da categoria, Arlene Daniele, a empresa não estaria aceitando, por exemplo, as declarações do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE), para justificar faltas.

“Alguns funcionários precisam comparecer ao TRE para regularizar a situação eleitoral. A declaração que eles dão vale para o dia todo, porém a empresa não está aceitando e está descontando um dia no salário”, disse. E acrescentou: “eles não estão deixando as pessoas darem uma pausa nem para ir ao banheiro”.

Os trabalhadores também relataram que médicos do plano de saúde oferecido pela AlmaViva não estariam entregando atestado para o dia todo, apenas das horas ou minutos em que o paciente é atendido. 

“Se um funcionário passa mal, ele é atendido e, mesmo não se sentindo bem, é obrigado a voltar a trabalhar para não ter descontos no salário ou ser demitido por justa causa”, reclamaram.

De acordo com o MPT, a denúncia foi recebida e, até a próxima segunda, será encaminhada a um dos procuradores do órgão para o acompanhamento do caso. A reportagem entrou em contato com a assessoria da AlmaViva,em nota a empresa informou que não foi notificada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) de Alagoas, no entanto, assim que tomou ciência da reclamação, e já  adotou providências para apurar o ocorrido.

A AlmavivA do Brasil reforça que segue todas as leis trabalhistas vigentes no país. A empresa está inteiramente à disposição do Ministério Público do Trabalho.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia