Acompanhe nas redes sociais:

15 de Dezembro de 2017

Só no site :: Alagoas

07/12/2017 - 13:15:50

Líder do PCC abria empresas para lavar dinheiro em Alagoas

Da Redação
Coletiva da Polícia Federal

O foragido da Justiça de São Paulo e um dos líderes do PCC, Erik Ferraz foi surpreendido pela Polícia Federal e policiais do Bope, durante a Operação Duas Caras, na manhã de hoje, em sua residência. Ele foi alvejado durante a troca de tiros, não resistiu aos ferimentos e faleceu no Hospital Geral do Estado (HGE).

De acordo com a PF, Erik Ferraz era condenado por crimes de homicídio e tráfico de drogas. A Operação Duas Caras cumpriu 9 mandados de busca e apreensão, 5 de prisão preventiva e 3 de condução coercitiva.

O delegado Gustavo Gatto, que comandou as investigações contou que a polícia agiu com a maior cautela durante os dois meses de trabalho para evitar levantar suspeitas de Erik Ferraz a fim de evitar uma fuga. O delegado participou da coletiva que explicou detalhes da operação.

A ação policial contou com a participação de 60 policiais federais e 20 militares do Bope. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Segundo nota divulgada pela PF, a ação teve como objetivo "reprimir a atuação de organização criminosa constituída para promover ocultação de recursos provenientes de crimes como homicídio, assalto e tráfico de drogas. O principal investigado teria assumido uma identidade falsa e se radicado em Maceió".

Erik Ferraz – Circulando em Maceió como um empresário bem sucedido, um dos líderes do PCC e foragido Erik Ferraz estava em Alagoas desde 2016, pelo menos, conforme a própria PF.

Erick da Silva Ferraz, também conhecido como Erick do Valle, era natural da cidade paulista de São José dos Campos e estava casado com a alagoana Gabriela Terêncio. 

Antes de fugir, ele cumpriu pena nas penitenciárias Nazaré e Presidente Venceslau. Em setembro do ano passado, ele sofreu um atentado em frente à academia. À época, o atentado foi registrado como uma tentativa de assalto.

Ele foi abordado dentro do carro por dois homens e atingido por cinco tiros nas pernas. Mesmo atingido, ele conseguiu fugir dos atiradores, mas teve R$ 30 mil roubados.

Com uma extensa ficha criminal, ele participou de um assalto à empresa TAM, hoje Latam, em 1996. Na época, o roubo foi de R$ 6 milhões. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia