Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 986 / 2018

26/08/2018 - 08:00:00

Super-herói, palhaços e pastores disputam a Assembleia

Candidatos também concorrem com ‘animais’ e militares

José Fernando Martins [email protected]
O comerciante Tetelpontocom disputa uma vaga na ALE

O eleitor de Alagoas, entre os 297 candidatos a deputado estadual, poderá usar a urna eletrônica para votar no Abacate, nome de guerra do servidor público Jefferson Simões Marcelino (MDB). O Magayver também está disputando uma cadeira na Casa de Tavares Bastos. Atrás do apelido, que faz homenagem ao personagem principal da série Profissão: Perigo, está José do Nascimento Santos Filho (PMN). Além deles, o eleitor poderá dar seu voto na Jana Cigana (Pode), na Jéssica do Gado (Avante), ou quem sabe no Zé do Queijo (Patri). 

E os candidatos inusitados não param por aí. As eleições de Alagoas ainda vão contar com o Super Homem (Pros), com o Papai Noel (DC) e os palhaços Pirulito (Pros), que já disputou vários pleitos, e Pimpolho (PPL). Para os adeptos da tecnologia, tem o candidato Tetelpontocom (Avante). Já quem gosta de primeira-dama tem como opção Rosane Collor, ex-esposa do ex-presidente da República e atual senador Fernando Collor (PTC), que tenta se eleger como governador do estado. 

Tem Zebrão (PSL), Vespa de Maceió (DEM) e Papa Capim (PSD), esse último que viralizou na internet com vídeo que o mostra admirando o canto do pássaro. E os policiais também vão marcar presença: só cabo são três: Lopes (PRTB), Firmo (PPS) e Bebeto (PSL). Representando as mulheres militares está a Capitã Firmo (PPS). Sem esquecer o Regis da PRF (Avante) e o bombeiro militar Sargento Ramalho. E os religiosos “trazem mais fé na política”: Pastor Jean Cavalcanti (Avante), Pastor João Carlos (PRTB), Pastor Valdyer (PT) e Pastor João Luiz, que chegou a ser afastado da Assembleia Legislativa acusado de fazer propaganda eleitoral na igreja. 

O parlamentar, que tenta a reeleição, teve o mandato cassado em 2016 e foi afastado do cargo. No entanto, em julho último, decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o trouxe de volta ao cenário político. Finalizando, ainda tem a Mãe Vera (PT) representando as religiões afrodescendentes.

CÂMARA

Neste ano, 66 candidatos querem uma das noves cadeiras disponíveis na Câmara Federal, em Brasília, para representar Alagoas. Contando com os que querem ser deputado federal, o “time da segurança pública” aumenta com: Coronel do Valle (PSC), Sargento Tulio Diniz (PSL), o policial civil Abelardo Silva (PSL) e o Bombeiro Luciano Fontes (PSL). Representando a medicina, o Estado tem candidatos, como: Emannuel Fortes (PRTB) e Hemerson Casado (PP). Entre os nomes mais irreverentes estão os de Chamariz (PSL) e Kiko (PPL). 

Dos nove deputados federais, oito tentam a reeleição: Arthur Lira (PP), Givaldo Carimbão (Avante), JHC (PSB), Marx Beltrão (PSD), Nivaldo Albuquerque (PTB), Paulão (PT), Pedro Vilela (PSDB) e Ronaldo Lessa (PDT). Cícero Almeida (PHS) tenta uma vaga na Assembleia. Já Maurício Quintella (PR) é candidato a Senado. Vale lembrar que Nivaldo Albuquerque é suplente de Quintella. Rosinha da Adefal (PTB), que chegou a legislar no lugar de Beltrão, quando este era ministro do Turismo, também tenta voltar a Brasília. O mesmo ocorre com Val Amélio (PRTB), suplente de Cícero Almeida, que assumiu a cadeira quando Almeida concorreu para prefeito em 2016. 

O filho de Collor, Fernando James é uma das apostas do PTC. E também há pastor rumo à Câmara: trata-se de PR. Gilvan Menezes (PSL). 

IMPUGNAÇÃO

A Justiça Eleitoral espera ter uma decisão sobre todos os processos de candidatura até o dia 17 de setembro, prazo para as coligações substituírem seus candidatos a tempo de seu nome e foto aparecer na urna eletrônica no dia 7 de outubro — data do primeiro turno. A resolução da corte que disciplina esta análise prevê, na pior das hipóteses, um total de 29 dias para que sejam cumpridos todas as etapas garantidas em lei para que o registro de candidaturas seja julgado a tempo das eleições. Todos os prazos são contados em dias corridos, incluindo finais de semana e feriados. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia