Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 984 / 2018

14/08/2018 - 19:54:49

Meio Ambiente

Sofia Sepreny Estagiária sob a supervisão da Redação

Canudos de plástico 

em Maceió

Um projeto de lei na Câmara de Vereadores de Maceió obriga restaurantes, bares, lanchonetes, barracas de praia, ambulantes e similares autorizados pela Prefeitura a usarem e fornecerem canudos de papel biodegradável e/ou reciclável individual e hermeticamente embalados com material semelhante. O Projeto de Lei nº 82/2018, de autoria do vereador Silvânio Barbosa, pune quem descumprir a medida. O valor da multa pode ser de R$ 3 mil e, em caso de reincidência, multa de R$ 6 mil. No momento, o projeto se encontra na Comissão de Justiça e, depois, seguirá para votação no plenário. 

Guaiamum 

As regras que estabelecem medidas, critérios e padrões de ordenamento da pesca de sete espécies marinhas, visando seu uso sustentável e a recuperação de seus estoques, foram modificadas. As espécies são do caranguejo guaiamum e os peixes bagre-branco, cherne-verdadeiro, peixe-batata, garoupa-verdadeira, pargo e gurijuba. A edição dessas portarias promovem a conservação ambiental e estabelecem as regras para pesca das espécies e fornece efetividade à Portaria MMA nº 445, de 17 de dezembro de 2014, que reconhece a Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Aquática Ameaçadas de Extinção – Peixes e Invertebrados Aquáticos. A Portaria 445 prevê, ainda, que algumas das espécies nela listadas poderão ter permitido o seu uso sustentável, desde que regulamentado e autorizado pelos órgãos federais competentes e atendendo a critérios técnicos, o que foi feito por meio dos atos do MMA que as declaram passíveis de uso. 

Rinocerontes-negros

O último dos 11 rinocerontes-negros, uma espécie em perigo de extinção, que foram transferidos há um mês ao parque natural de Tsavo East, no Quênia, morreu, segundo anúncio na segunda-feira,6. Os 11 rinocerontes haviam sido levados no começo de julho do centro do país e do Nairóbi National Park ao parque de Tsavo East (sudeste), dentro de um plano cujo objetivo era criar espaços mais seguros para estes animais em um habitat adequado. A morte dos rinocerontes pouco depois da mudança gerou fortes críticas para o Serviço de Conservação da Flora e Fauna Selvagem do Quênia (KWS), encarregado do transporte. O projeto de mudança teve participação do Fundo Mundial para a Natureza (WWF).

Produção de carne

O aumento crescente de proteína animal, principalmente carne bovina e de aves, é um dos fatores responsáveis pelo aumento do desmatamento na Amazônia e no Cerrado, biomas severamente impactados pela criação de gado e plantação de soja. O alerta foi feito por especialistas durante debate no Dia da Sobrecarga da Terra, no dia 1º de agosto. A data marca o dia do ano em que a humanidade consumiu mais recursos do que a capacidade regenerativa do planeta. 

Produtor rural

Especialistas acreditam que o produtor rural beneficia toda a sociedade ao preservar o meio ambiente adequando sua propriedade à legislação ambiental. Isso é possível pois, ao adotar práticas de manejo mais conservacionistas, o produtor está provendo também serviços ambientais para a sociedade, além dos produtos agropecuários. O produtor rural também pode ser beneficiado com a melhoria da qualidade e da quantidade hídrica dos cursos de água, redução da erosão, redução da contaminação do solo, ar e água. Segundo o pesquisador do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP), Warwick Manfrinato, os serviços ambientais ou ecossistêmicos são como a sociedade se apropria do que a natureza fornece de forma gratuita e transforma isso em benefícios.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia