Acompanhe nas redes sociais:

15 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 982 / 2018

31/07/2018 - 09:46:32

30 ANOS DE ELEIÇÕES EM ALAGOAS

Na eleição municipal de 1996 tínhamos à frente do governo do Estado Divaldo Suruagy (PMDB) e do Município de Maceió, Ronaldo Lessa (PSB)

Marcelo BASTOS Analista político

Fatos importantes 

no primeiro turno 

das eleições de 1996 

em Maceió

1)Kátia Born (PSB) foi a mais votada com uma votação de 70.271 votos (32,15%) e seu vice foi Petrúcio Bandeira (PSB). A excelente avaliação do prefeito Ronaldo Lessa (PSB) e seu empenho sobre-humano para fazer o seu sucessor, foram determinantes para a vitória de Kátia. 

2)A deputada estadual Heloísa Helena (PT) foi a segunda colocada com uma votação de 63.548 votos (29,08%) e seu vice foi Joaquim Brito (PT). A excelente votação no primeiro turno de Heloísa Helena deve-se a destacada atuação como vice-prefeita da gestão de Ronaldo Lessa e atuação combativa como deputada estadual.

3)O deputado federal Albérico Cordeiro (PTB) foi o terceiro colocado com uma votação de 41.404 votos (18,94%) e seu vice foi o ex-deputado estadual Dalton Dória (PMDB). O maior tempo no guia eleitoral, campanha propositiva e sem ser criticado pelos concorrentes, foram fatores que levaram ao ótimo desempenho do candidato Albérico Cordeiro.

4)O ex-prefeito Pedro Vieira (PMN) foi o quarto colocado com uma votação de 20.416 votos (9,34%). Começou em primeiro lugar nas pesquisas e ao longo do processo foi perdendo fôlego. Ainda vinculado à imagem de Geraldo Bulhões, sem grupo político, a polarização entre Kátia e Heloísa e o crescimento de Cordeiro, fizeram a candidatura de Pedro ir se desmontando ao longo da campanha.

5)A ex-primeira dama de Alagoas Denilma Bulhões (PFL) foi a quinta colocada com uma votação de 13.056 votos (5,97%). Apesar de ter sido candidata por um partido grande, a sua grande rejeição nas pesquisas em virtude da sua imagem estar associada a seu ex-marido e ex-governador Geraldo Bulhões e o abandono das principais lideranças do seu partido, determinaram o seu baixo desempenho eleitoral.

6)O Cabo Luiz Pedro (PPB) foi o fenômeno eleitoral com uma votação de 7.631 votos para a Câmara Municipal. Sua votação foi obtida na periferia da cidade, com a construção dos conjuntos residenciais sob regime de mutirão em que ele estava à frente.

Fatos importantes 

no segundo turno 

das eleições de 1996 

em Maceió 

1)No dia 12-11-1996 foi realizado um debate na TV Gazeta com as duas candidatas. A eleição estava tecnicamente empatada e esse debate foi de grande importância para o eleitor dirimir as suas dúvidas a respeito das propostas das candidatas. Kátia procurou, ao longo do debate, deter-se nas questões da cidade, mostrando que conhecia cada bairro e Heloísa centralizando nas questões nacionais. As provocações foram a tônica do debate e as propostas ficaram em segundo plano.

2)Na véspera do segundo turno, a casa da candidata Heloísa Helena (PT) foi atingida por tiros. Os tiros atingiram a parede externa da varanda e o madeirame de uma das janelas da casa, localizada na Gruta de Lourdes. A candidata Heloísa Helena e seus aliados denunciaram o episódio à polícia qualificando-o de atentado político, enquanto a candidata Kátia Born (PSB) e seu padrinho político, o prefeito Ronaldo Lessa (PSB), qualificaram o atentado como uma grande farsa com claros objetivos eleitorais.

3)Kátia Born (PSB) foi eleita com uma votação de 112.123 votos (50,98%). A grande gestão de Ronaldo Lessa e seu apoio incondicional a Kátia foi decisivo para a sua vitória, apesar de ter sido por apenas 4.347 votos (1,98%).

4)Heloísa Helena (PT) foi a segunda colocada com uma votação de 107.776 votos (49,01%). 

5)A aliança partidária e empresarial que detinha o poder no estado, na ampla maioria, se definiu pela candidatura de Heloísa Helena. As razões foram pragmáticas: se Heloísa tivesse sido eleita, seria uma forma de neutralizar a força eleitoral de Ronaldo Lessa, já que o mesmo tinha pretensão de ser candidato ao governo do Estado em 1998.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia