Acompanhe nas redes sociais:

19 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 981 / 2018

24/07/2018 - 10:09:06

Sururu

Da redação

Reage, advogado!

1 – Os advogados alagoanos estão enfurecidos com o secretário de Ressocialização e Inclusão Social, coronel Marcos de Freitas, que denunciou a ligação de advogados com facções criminosas que atuam no estado, sem identificar os acusados. 

2 – “Por que não prenderam os meliantes em flagrante?”, pergunta Márcio Guedes, ao falar em nome do movimento “Reage, Advogado”, que faz oposição à atual gestão da OAB-Alagoas. 

3 – Para Márcio Guedes, o advogado envolvido em crimes deve ser preso e ter a carteira cassada. Mas segundo ele, o grupo repudia a generalização da culpa a toda uma categoria. 

4 – “Toda generalização é injusta, e, nesse caso, coloca em dúvida o trabalho sério da maioria dos advogados alagoanos”, diz Guedes, ao condenar a denúncia sem o nome dos envolvidos.   

5 – Em reação à atitude do coronel Marcos de Freitas, o representante do movimento “Reage, Advogado” defende uma auditoria no órgão que cuida dos presídios, “principalmente nos contratos e licitações feitos pela pasta”. 

Caso concreto 1

Em 2009, a advogada Mary Anne Vieira foi sentenciada a 9 anos de cadeia por se envolver com o tráfico de drogas. Mesmo condenada e presa, manteve o registro profissional e continuou advogando normalmente. Mas isto é coisa do passado; ocorreu na gestão anterior da OAB-AL. 

Caso concreto 2 

Na última sexta-feira 13, o tribunal de ética da entidade suspendeu o registro profissional de dois advogados denunciados por homicídio. Os acusados têm 90 dias para defesa e podem ser excluídos dos quadros da entidade, caso não provem ser inocentes.

Frase da semana

“Saúde não é mercadoria e vida não é negócio”.

Ministra Carmen Lúcia, do STF, ao suspender aumento nos planos de saúde autorizado pela ANS. 

Frase histórica

“A política do PT é pedir votos aos pobres, pedir dinheiro aos ricos e mentir para ambos”. 

Antônio Ermírio de Moraes

Deputado           caloteiro

O deputado federal Arthur Lira – que já responde a vários processos judiciais – foi intimado em uma ação de despejo, desta vez por calote.

O parlamentar, que corre o risco de ser preso por não pagar pensão de alimentos dos filhos, está sendo despejado de uma fazenda em Campo Alegre.

Além de deixar de pagar os valores acordados no arrendamento, o deputado se recusa a devolver a terra e ainda faz ameaças aos donos da fazenda. 

Pode isto, Arnaldo? 

Oposição            em Murici

O ex-vereador de Murici, Caubi Freitas, estuda convites para disputar uma vaga de deputado federal representando a região.

Ferrenho adversário dos Calheiros, Caubi se elegeu vereador por duas vezes e, na última eleição, disputou a prefeitura contra Olavo Calheiros Neto.

Mesmo sem dinheiro e desafiando o poderoso clã de Murici, Caubi Freitas obteve 38% dos votos na eleição de 2016. 

Sangue novo 

Candidata a deputada estadual pelo PSDB, a acadêmica de direito Cibele Moura quer resgatar o nome da família na história política de Alagoas.

A filha de Abrahão Moura promete lutar pelo espaço ocupado por seu bisavô, Abrahão Fideles de Moura, deputado federal em duas legislaturas e deputado estadual por duas vezes. Encerrou a carreira política após ser cassado pela ditadura.

“A menina tem futuro na política”, prevê o pai, orgulhoso. 

Dinheiro a rolo

O senador Biu de Lira é, de longe, o candidato com maior cacife financeiro para cooptar prefeitos e vereadores. Além de emendas parlamentares destinadas aos municípios, Lira comanda o orçamento milionário da Saúde, com direito a liberar recursos federais para qualquer prefeito que se comprometa com sua reeleição. 

Reeleição 1

Nas circunstâncias em que os senadores Renan Calheiros e Biu de Lira disputarão a reeleição, não será nada fácil para os demais candidatos ao Senado. Além de contar com o filho-governador, Renan dirigirá a máquina do MDB com mãos de ferro, enquanto Biu de Lira e o filho-deputado comandarão o rateio de recursos federais. 

Reeleição 2

Assim como a disputa ao Senado, a reeleição de Renan Filho está decidida. A essa altura do campeonato quem se apresentar como candidato de oposição está fadado à derrota, dado que o governador já cooptou todas as lideranças do estado, o que torna quase impossível a vitória de algum adversário. 

Quem para Renan?

O senador Renan Calheiros se movimenta para melar a candidatura do correligionário Henrique Meirelles, apoiar o PT, reeleger o filho governador e se reeleger em Alagoas e voltar à presidência do Senado no ano que vem. Quem para Renan? (O Antagonista). 

Destempero de Ciro

O presidenciável Ciro Gomes, xingou de “filho da puta” o promotor que o processa por injúria racial, em razão de outro destempero do político reagindo a críticas do vereador paulistano Fernando Holiday (DEM), que é negro, chamando-o de “capitãozinho do mato”.

“Um promotor aqui de São Paulo resolveu me processar por injúria racial e pronto! Um filho da puta desse faz uma coisa dessas e pronto!”, reagiu. (CHRS). Na verdade, é uma promotora. 

O desastre da Dilma

O Brasil ainda vai levar anos para se recuperar da pior recessão de sua história, que teve início por volta do final de 2014 e culminou com o impeachment de Dilma Rousseff. A petista deixou um rombo nas contas públicas de mais de R$ 170 bilhões e um rastro de destruição na economia, com cerca de 13 milhões de desempregados, inflação e juros altos e queda nos investimentos. De lá para cá, 341,6 mil empresas fecharam as portas. (Dados do IBGE). 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia