Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 980 / 2018

17/07/2018 - 10:57:38

Aprendam a jogar futebol

JOSÉ ARNALDO LISBOA

Nós já tivemos 21 Copas do Mundo e já ganhamos 5 delas. Já tivemos muitas decepções, não por ter perdido, mas por causa dos nossos técnicos e nossos jogadores que só pensam em dinheiro e na fama. Nesta Copa do Mundo que acaba no próximo domingo, tivemos grandes decepções, como já tivemos nas Copas anteriores. Nas que já aconteceram, os leitores dos meus artigos devem ter lido alguns textos nos quais eu falei sobre Copas já perdidas, como aquela quando critiquei as “frescuras do Dunga”, um grande incompetente em futebol. Lembram-se quando eu falei no tal do Felipão, tido por muitos como “o deus de todos os técnicos”. Vocês devem estar lembrados que eu critiquei os nossos jogadores, verdadeiros mercenários, sem nenhum patriotismo e que só pensam nos dólares que ganham. Recentemente, antes da humilhante derrota que tivemos contra a Bélgica, eu escrevi o artigo com o título “Os nossos deuses do futebol”, sobre o que poderia acontecer com a nossa seleção endinheirada. Estão lembrados? Pois bem! Aconteceu o que eu falei, uns 30 dias antes da humilhante derrota contra a Bélgica. 

Por que eu não estava confiando na nossa seleção? Primeiro porque começaram a dizer que o Tite era o melhor técnico do mundo, com mais de 20 vitórias conquistadas, embora fossem vitórias contra times fracos. Para o Galvão e seus bajuladores, o Tite era o maior, o mais espetacular e o deus do futebol. Com tantos jogadores espalhados pelo mundo inteiro, como o Neymar e os que foram convocados pelo Tite, diziam que ninguém ganharia do Brasil. Nas entrevistas, o Tite gostava de falar em filosofia e em psicologia.

Com o dinheiro fácil da CBF, fretaram jatinhos para levarem todas as esposas dos jogadores para melhores hotéis da Rússia. O dinheiro da CBF que se danasse. Como fazem muitos técnicos, não deixaram que o povo visse os treinos da seleção, como se os adversários já soubessem quantos chutes iriam dar, quantas cabeçadas e quantos dribles eles dariam. Ora, o Brasil já foi bom de bola, mas os outros países já aprenderam a fazer tudo que os jogadores do Brasil fazem. Inclusive estão fazendo melhor do que os brasileiros, como ficou provado nos empates e na derrota final. 

Faltou a humildade do Tite, dos jogadores cheio de grana e dos demais brasileiros que foram na onda do Tite. Lembrem-se que no fim do meu artigo eu disse: humildade, humildade e humildade. Mas, ela faltou a todo mundo. Agora, já estão falando na futura Copa de 2022 e quem deve ser o técnico do Brasil, pois Tite já foi convidado pala CBF. Já vi que o Brasil não se emenda com os fracassos. Não se lembraram que agora nós somos os reis da corrupção, das propinas e dos ministros do STF, como Gilmar Mendes, que mandam soltar os presos condenados a mais de 20 anos. Vamos Brasil, aprenda a jogar futebol como as outras seleções fizeram!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia