Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 980 / 2018

14/07/2018 - 17:35:00

Município na iminência de megaoperação da Polícia Federal

Irregularidades envolvem Rogério Teófilo, Antônio Lenine e Adoniran Guerra

Da Redação
Adoniran Guerra, Rogério Teófilo e Antônio Lenine acumulam acusações de improbidade e podem ser investigados pela Polícia Federal

As graves denúncias contra a administração municipal de Arapiraca poderão desencadear uma megaoperação da Polícia Federal, que deve ser deflagrada a qualquer momento na Terra de Manoel André.

Informações colhidas junto a uma fonte do Ministério Público Estadual garantem que promotores estão “debruçados” sobre denúncias contra o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) e alguns dos seus secretários. Todos estão sendo investigadas e poderão ser alvos de uma operação federal com mandados de busca e apreensão.

Na cidade há quem diga que o prefeito, juntamente com o secretário de Gestão, Antônio Lenine, e o ex-secretário do setor de licitações, Adoniran Guerra, estão de “cabeça quente”, com medo de acordarem às 5 horas da manhã com a PF na porta de casa.

O trio vem sendo alvo de graves denúncias que já são de conhecimento público, a exemplo da farra na contratação de Oscips e funcionários fantasmas; compra de carteiras escolares que nunca chegaram às escolas e o famigerado calote numa empresa de auditoria, que chegou a receber parte do combinado através da conta de uma construtora pertencente ao secretário Antônio Lenine.

E as denúncias relacionadas a corrupção e descaso com os cofres públicos não param de chegar às mãos do promotor Rogério Paranhos, responsável pela promotoria de Arapiraca, que vem sendo cobrado a dar  respostas por parte da população, que após décadas sofre com o abandono da cidade abandonada e com obras que também estão sendo investigadas pela Controladoria Geral da União (CGU).

A atual administração vem patinando em desmandos e escândalos com o dinheiro público, sem a interferência da Câmara Municipal, que tem na presidência a vereadora Graça Lisboa, fiel aliada do prefeito.

Biu e Arthur  Lira pulam do barco 

A situação em Arapiraca anda tão complicada que o senador Benedito de Lira e o deputado federal Arthur Lira foram orientados pelos seus marqueteiros a se distanciarem do prefeito Rogério Teófilo, que atinge uma rejeição popular que margeia os 80%.

Com medo de se contaminarem com a impopularidade do prefeito, Biu e Arthur resolveram se afastar da cidade, deixando toda a articulação política nas mãos do secretário Antônio Lenine, braço direito dos De Lira na Capital do Agreste. 

Fontes ligadas ao senador Benedito de Lira e ao deputado Arthur Lira relatam que a expectativa de pai e filho era conquistar Arapiraca para garantir a cereja do bolo da política alagoana. Hoje perceberam que, ao invés da cereja, carregam nas mãos um cacho de rolete de cana chupado, que não representará peso algum no coeficiente eleitoral das eleições de outubro próximo. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia