Acompanhe nas redes sociais:

18 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 977 / 2018

26/06/2018 - 19:08:45

Sururu

Da redação

Manobra no TJ

1 - Condenado em outubro de 2015 a 26 anos e 5 meses de prisão por homicídio qualificado, o cabo Luiz Pedro continua solto e no pleno exercício da atividade política.

2 - Dono do maior curral eleitoral urbano do estado (com a conivência do poder público), o ex-deputado domina os votos nos seis conjuntos residenciais que ele comanda a ferro e a fogo. Nessa condição pode influenciar no pleito de outubro. 

3 - Luiz Pedro devia estar cumprindo pena em regime fechado não fosse a lentidão de alguns membros do Tribunal de Justiça que usam o pedido de vista como expediente para manter o processo ad infinitum.

4 - É o caso do desembargador José Carlos Malta Marques que ainda não analisou a apelação do réu, cuja condenação fará 3 anos em outubro.

5 - A lei fixa prazo de 10 dias para devolução dos autos após pedido de vista, sob pena de o presidente do TJ mandar apreender o processo. Mas parece que o Código Penal ainda não chegou ao País das Alagoas, onde autoridades criam dificuldades para vender facilidades.

Ronaldo Lessa

No encontro em Brasília com Carlos Lupi, dono do PDT, Ronaldo Lessa descartou qualquer possibilidade de disputar o governo de Alagoas contra Renan Filho. 

Depois de pesar os prós e os contras, Lessa decidiu seguir a sabedoria popular, segundo a qual “quem tudo quer, fica sem nada” e “melhor uma pomba na mão que duas voando”.

Nepotismo

O Ministério Público Estadual deu prazo de 30 dias para que o prefeito de Dois Riachos exonere todos os parentes lotados em cargos comissionados.

Se essa moda chegar a Coruripe só vai escapar o prefeito Joaquim Beltrão. 

Caminho da volta

Após dois anos afastado por denúncias de improbidade, o desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas arruma as malas para voltar ao cargo e reassumir suas funções no Tribunal de Justiça de Alagoas. 

Washington Luiz deverá ser absolvido, por unanimidade, na próxima sessão do Conselho Nacional de Justiça, marcada para terça-feira, 26, quando o CNJ concluirá o julgamento da última das várias acusações ao desembargador.

Mesmo fora do poder e das badalações sociais, Washington Luiz não descuidou de suas atividades como líder político do Sertão e sua volta ao cargo significa a derrota de seus adversários, alguns deles colegas de toga no próprio TJ-AL. 

Como dizia o mestre paraibano José Américo de Almeida, ninguém se perde no caminho da volta. Mais ainda um alagoano vivido e calejado nos embates políticos do Sertão. 

Rei das grotas

Na ausência do poder municipal – até por falta de recursos – o Estado está investindo pesado nas grotas de Maceió, com obras de infraestrutura. Das 76 grotas existentes na capital, 36 delas já receberam melhorias habitacionais e de mobilidade urbana e mais 5 serão beneficiadas com o programa Vida Nova nas Grotas.

Mais do que disputar espaço político com o prefeito de Maceió, o objetivo de Renan Filho é ganhar apoio da periferia e reduzir a rejeição dos Calheiros na capital. E pelo jeito, logo será coroado rei das grotas.

Equipe da bala

O juiz aposentado José Firmino de Oliveira, de Arapiraca, é o campeão de tiro do 48ª Campeonato Norte/Nordeste, realizado em São Luiz do Maranhão.

A competição reuniu 200 atletas de 10 estados e Firmino ganhou medalha de ouro na modalidade carabina, junto com o conterrâneo Christophe de Gonçalves.

Devem estar se preparando para as eleições de outubro na desgovernada Arapiraca. 

Atravessadores 1

Após duro discurso do senador Renan Calheiros contra os atravessadores do mercado de etanol, o Senado aprovou terça-feira, 19, projeto de decreto legislativo que autoriza a venda de álcool carburante direto das usinas para os postos de combustíveis. O texto agora vai para a Câmara. 

Atravessadores 2

O argumento de que a venda direta facilita fraudes e sonegação de impostos é desculpa dos atravessadores. Hoje, além das grandes como Petrobras, Exxon, Shell e Ypiranga, existem várias distribuidoras de fundo de quintal que operam como laranjas. Para o fisco, esses atravessadores têm mais chances de praticar fraudes que as usinas. 

Ciro é um                “prostituto”

O vice-líder do DEM, Sóstenes Cavalcante, chamou Ciro Gomes de “prostituto”: “É público e notório que esse pretenso candidato, além de racista e homofóbico, tem como prática chamar as pessoas de termos pejorativos. Ele é um prostituto de partido. Esse homem que gosta de atacar a honra alheia, fui olhar na dívida ativa e ele está positivado. Ele é um caloteiro querendo ser presidente do Brasil”.  (O Antagonista).

Lula lá, na cadeia

A Segunda Turma do STF não deverá conceder efeito suspensivo da condenação para que o ex-presidente Lula aguarde em liberdade o julgamento dos recursos, como pede a defesa. É que foi exatamente isso que o plenário do Supremo já negou em abril, no julgamento de habeas corpus requerido por Lula. E a Segunda Turma não tem o poder de reformar decisões do plenário da Corte. (Diário do Poder).

Morte na prisão

O presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) disse à IstoÉ que se eleito dará indulto ao presidiário Luiz Inácio Lula da Silva. Se depender dessa vitória, Lula morrerá na prisão.

Luto no jornalismo 

A morte do jornalista e doutor José Marques de Melo na quinta, 20, deixa ainda mais pobre o jornalismo praticado no Brasil O alagoano de Palmeira dos Índios era um dos maiores expoentes do jornalismo, respeitado e reconhecido dentro e fora do País. Junho também levou consigo dois outros notáveis, Alberto Dines e o também alagoano Audálio Dantas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia