Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 972 / 2018

22/05/2018 - 15:36:10

GABRIEL MOUSINHO

Senado: eleição embolada

Com o anúncio de Rodrigo Cunha de que é pré-candidato ao Senado da República, a eleição ficou embolada e a oposição ainda procura um candidato para disputar o governo do Estado e fazer frente a Renan Filho.

Mas o que mais se questiona neste momento é sobre quem ganha e quem perde com o lançamento da candidatura de Rodrigo Cunha. Pelas primeiras avaliações, quem mais perde com a chegada de Cunha é o deputado Maurício Quintella. Isso se levando em conta o eleitorado jovem que pede por mudanças nas composições da bancada federal.

Por outro lado, Benedito de Lira e Renan Calheiros no momento ainda são os dois candidatos com maiores chances de continuar no Senado, embora a eleição comece a embolar o meio de campo.

Como apareceram novos candidatos, será uma briga de foice a disputa pelas duas vagas. Todos, sem exceção, têm chances. Uns mais, outros menos. Mas só o tempo dirá como irão se comportar Benedito Lira, Renan Calheiros, Maurício Quintella, Rodrigo Cunha e Marx Beltrão.

Sinuca de bico

O prefeito Rui Palmeira tem um pepino nada fácil de descascar nos próximos dias. Com a chegada de Rodrigo Cunha para disputar o Senado, como ficarão os dois votos de Rui Palmeira? Com Benedito Lira? Com Rodrigo Cunha ou Maurício Quintella? Vai ter que decidir logo com quais dos dois ficará nas eleições de outubro.

Sem volta

Rodrigo Cunha diz que é candidato ao Senado pra valer. Quer novos voos. Resta saber se tem bala mesmo na agulha para enfrentar uma eleição majoritária sem a estrutura necessária.

Humilhação

A situação política do deputado Marx Beltrão é das mais delicadas. Depois que foi preterido e até humilhado pelo grupo palaciano, que optou pelo segundo voto ao Senado para o ex-ministro Maurício Quintella, Beltrão navega no barco da indecisão e até mesmo se submete à pressão do governador Renan Filho, que já pediu para ele retirar sua candidatura. Isso demonstra que o Palácio está envolvido e trabalhando para Renan e Quintella.

Perdendo 

a chance

Quem está perdendo o bonde da eleição é o deputado Ronaldo Lessa, que em pesquisas pessoais aparece como um dos mais bem cotados para o Senado da República. Como recebeu promessas para não atrapalhar a vida de Renan Calheiros, Ronaldo dá mostras de que prefere disputar a reeleição com receio de ficar jogado ao ostracismo.

Pela culatra

O deputado estadual Rodrigo Cunha fez tanto suspense que o anúncio de sua candidatura ao Senado foi o mesmo do que o estouro de um traque. Poderia ter evitado tudo isso quando tinha certeza de que não toparia ser candidato ao governo.

Diplomas 

falsos?

O ex-candidato a vereador por Maceió João Catunda tem realizado uma verdadeira excursão, exatamente num ano eleitoral, para convencer alunos de faculdades da rede privada de que os diplomas expedidos são falsos. O que é mesmo que o Catunda tem com isso? Nada melhor do que uma investigação para se descobrir essa excessiva “bondade” desse cidadão.

Decepção

O governador Renan Filho ficou espantado com a resposta de pelo menos doze prefeitos de que votariam no senador Benedito de Lira para a reeleição. Ele queria que os votos migrassem para Maurício Quintella.

Perigo

Como não está avançando como deveria estar, Maurício Quintella vacila entre continuar com seu projeto para o Senado ou recuar de sua pretensão. O maior problema é que Quintella já andou distribuindo seus redutos eleitorais com Isnaldinho Bulhões e Sérgio Toledo.

Articulação

Antes amigos de longas datas, o ex-ministro dos Transportes estaria fazendo parte de um plano com o Palácio dos Martírios para destruir a candidatura do senador Benedito de Lira, o maior calo dos Calheiros na disputa pelo Senado Federal. “Vai ter que trabalhar muito”, revelam amigos do Biu, que na semana passada voltou a receber o apoio fechado do prefeito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves.

De fora

Quem parece não andar muito preocupado com sua reeleição é o deputado Paulão. O petista tem armado barraca em defesa do ex-presidente Lula e acredita ainda que ele chegue a disputar a Presidência da República. Pelo andar da carruagem Paulão dificilmente permanecerá em Brasília.

Disposição

A frente de oposição, formada pelo PSDB, PP, DEM e outros partidos, passa a partir de agora a demonstrar unidade para disputar as eleições de outubro embora ainda não tenha um nome definido para disputar o governo. Prefeitos das cidades mais importantes eleitoralmente estão dispostos a mudar o jogo político, a exemplo de Maceió e de Arapiraca. 

Ciumeira

Aliados do senador Renan Calheiros estão estarrecidos com a velocidade de Maurício Quintella em fechar acordos políticos em regiões consideradas chaves com vistas às eleições de 2018. “Ele dá já uma rasteira no Renan”, dizem os mais próximos. A candidatura de Quintella ao Senado, que parecia uma brincadeira para os Calheiros, está se tornando agora um problemão.

Equilibrista

Onde tiver espaço é com o Maurício Quintella mesmo. O deputado é tão esperto que consegue navegar entre o governador Renan Filho e o prefeito Rui Palmeira. No Estado e na prefeitura Maurício comanda as secretarias mais importantes dos governos, a de Infraestrutura, que leva benefícios às comunidades mais esquecidas pelas administrações públicas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia