Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 971 / 2018

15/05/2018 - 10:37:53

Mães, os anjos que Deus nos deu

JOSÉ ARNALDO LISBOA

O calendário registra o segundo domingo de maio como sendo o Dia das Mães. Neste dia são inúmeras as homenagens e inúmeros os presentes destinados às mães, porém é lamentável que muitas delas não recebam qualquer homenagem ou presente. Sim, isso é verdade! Embora todas as mães mereçam, muitas delas passam o Dia das Mães sem saber que existe tal dia e tais homenagens. Quanto aos presentes, muitas não sabem o que é isso. Muitas não sabem que é um dia do mês de maio que é todo reservado para preces e louvores à Virgem Maria, a mãe de Deus. É neste mês, conhecido como mês das flores, onde encontramos pelos caminhos e nos jardins as mais lindas e perfumadas flores, que são as nossas mães. Foram elas escolhidas pelo Criador para gerar, criar, cuidar e acompanhar os filhos e, tudo indica que foi neste dia que nosso Deus “criou o amor”, dando às mães, o dom da maternidade. Que coisa linda, uma pessoa gerar uma vida, dentro do seu ventre, seja ela rica ou pobre, feliz ou sofredora. São as mães verdadeiros anjos protetores, não só dos filhos, mas também dos netos. 

Vocês desculpem o que eu disse no início deste artigo, sobre a cruel realidade que existe neste Dia das Mães para milhares de mães que não estão recebendo presentes. Isso me deixa triste! Triste em saber que muitas delas, dentre homenagens, beijos e abraços, estão com fome, sem roupas, sem direito aos hospitais, à educação e chorando ao ver seus filhos usando drogas. Pouquíssimas delas sorriem, já que o mundo não é como nós gostaríamos que ele fosse, só com homenagens, presentes e sorrisos. Eu repito, vocês me desculpem, senhoras mães, por eu ter trazido essas verdades tão cruéis, num ambiente festivo. 

Eu lamento ter a minha mãe já falecido há anos.  Eu era um dos que davam presentes neste Dia das Mães. Hoje, eu faço o que devo fazer todos os anos, quando indo ao cemitério para fazer as minhas preces, acender velas e por junto do seu túmulo um buquê de flores. Hoje, eu vou orar e agradecer-lhe por tudo que ela fez por mim, como vocês já fizeram ou farão hoje, nesse Dia das Mães. No dia de hoje, eu fico a me lembrar das mães que em todos os dias das nossas vidas nos deram momentos felizes, quando nos vendo sorrindo, brincando, quando nos fazendo estudar ou rezar e quando nos beijando antes de dormir. Hoje, senhoras mães, nós agradecemos a todas vocês, pelos “anjos da guarda” que vocês foram nas nossas insônias, nas nossas dores, nos choros e até nas nossas brigas e nas nossas quedas. Hoje, senhoras mães, é um dos dias nos quais nós aproveitamos para agradecer-lhes pelas fiscalizações constantes, pelos cuidados, quando  nos pondo nos seus braços e quando nos embalando até dormirmos. 

Parabéns, senhoras mães! Que dos céus desçam bênçãos para todas vocês, felizes, tristes,  trabalhadoras, sofredoras ou com fome. Quando Deus criou o homem e a mulher, nos deu o maior presente do mundo que é a NOSSA MÃE! 

Em tempo – Os irmãos professor Radjalma Cavalcante e o Dr. Roberto Jackson Cavalcante são leitores dos meus artigos, às sexta-feiras, no EXTRA. Pra mim isso é arretado! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia