Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 971 / 2018

15/05/2018 - 10:35:06

Sururu

Da redação

A culpa é do eleitor

1 - Quando se discute a questão da corrupção no Brasil – nas ruas e nos debates acadêmicos –, a culpa é sempre do eleitor, que não sabe escolher seus políticos.

2 - Seja por desconhecimento, interesses pessoais, ou pela simples venda do voto, o eleitor é visto como principal responsável pela desgraça de eleger políticos corruptos.

3 - Mas já é hora de parar como essa história de usar o eleitor como bode expiatório para tudo que é de ruim no sistema eleitoral brasileiro.

4 - As instituições precisam fazer o mea-culpa e assumir parte da responsabilidade pela melhoria da qualidade de nossos representantes nas casas legislativas.

5 - Fruto da mobilização de várias entidades que mobilizaram mais de 1,5 milhão de brasileiros, a Lei da Ficha Limpa é um desses instrumentos que pode extirpar da vida pública políticos condenados por corrupção.

6 - Quando a Justiça libera a candidatura de fichas-sujas, não só incentiva a corrupção como dificulta o eleitor na missão de melhor escolher seus candidatos.

7 - Não à toa, o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, advertiu esta semana que o sonho de alguns acusados é levar os processos para a Justiça Eleitoral, que não tem estrutura para julgar crimes de corrupção.

Tô nem aí

Tida como favas contadas, a eleição de Cristiano Matheus é um exemplo vivo de que o Brasil precisa de uma reforma política, urgente.

Denunciado em várias ações penais pelo MP, o ex-prefeito de Marechal Deodoro deve se eleger deputado estadual e até concluir o novo mandato sem ser incomodado pela Justiça.

Aí o eleitor se pergunta: é esta Alagoas que queremos?

Sertão produtivo

Pernambuco está investindo em tecnologia para transformar o semiárido em produtor de alimentos vegetais, peixe e captação pluvial através de um sistema agrovoltaico a partir da energia solar. Os pesquisadores dizem ser possível “plantar água”, “comer Caatinga” e “irrigá-la como o sol”. 

A conta do etanol

O litro do etanol hidratado em Alagoas sai da usina por R$ 1,80 e chega ao consumidor por R$ 3,62.

Entre a destilaria e a bomba o preço do produto sobe 23% de ICMS (maior do País, empatado com Pernambuco) mais 41% de lucro das distribuidoras, que atuam como atravessadores, mais o lucro do posto.

Fosse vendido direto das usinas para os postos, como querem os produtores – sem atravessador e já com o lucro do posto -, o litro do etanol chegaria ao consumidor em torno de R$ 2,20. 

Fora os atravessadores.

Paraíso socialista

Entrevistado no Roda Viva, da TV Cultura, o pré-candidato a presidente da República, Guilherme Castro Boulos prometeu transformar o Brasil num paraíso socialista. Para tanto, pretende – se eleito – acabar com os ricos, decretar o fim da pobreza e da desigualdade social no País.

Indagado sobre qual país, no mundo, o socialismo deu certo, o sr. Guilherme Castro – que não se perca pelo nome – citou Cuba e Venezuela, onde segundo ele, não existe desigualdade social. Esqueceu de lembrar que lá todos são iguais na pobreza, exceto seus comandantes socialistas. 

Guilherme Castro - que o jornalista Reinaldo Azevedo classifica como o João Pedro Stedile urbano, tal o seu currículo de 15 anos de invasões ilegais em São Paulo, se aproveita do conturbado momento em que vive o Brasil para vender sua doutrina comunista de governo.

Nunca é demais lembrar o alerta feito pela primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, de que o socialismo só dá certo até acabar o dinheiro dos outros.

E viva o PT

O PT de Alagoas realizou um congresso estadual para oficializar sua aliança com Renan Filho e Renan-pai. Ao anunciar a aliança eleitoreira, o líder dos petistas, Ricardo Barbosa, justificou assim a decisão: “É preciso somar forças para conter o avanço de forças fascistas”.

Ah, bom!

Deu no Radar

“Na corrida pelo Senado, a luta do ex-ministro Maurício Quintella é pelo segundo voto. E no que depender de Renan Calheiros, seu companheiro de chapa, ele será bem-sucedido na missão.

Sempre que pode, o emedebista tem pedido votos para Quintella como segunda opção.

Quem deve estar preocupado com isso é o senador Benedito de Lira, real adversário do ex-ministro”. (Maurício Lima)

Fábricas de diplomas

O MEC está investigando várias faculdades que atuam no Sertão de Alagoas como verdadeiras fábricas de diplomas. São empresas legalizadas em outros estados, mas que estão ilegais em Alagoas, operando sem autorização do MEC. Os diplomas expedidos por estes biombos não têm validade.

Nova casta

Motorista do Tribunal de Justiça da Bahia, Lindenilson Leal de Almeida se aposentou no último dia 3 de maio. Nada de anormal não fosse sua aposentadoria de marajá de quase R$ 25 mil por mês.

Para chegar a esses proventos, o servidor somou seu salário básico de R$ 5.682,67 a vários penduricalhos, como R$ 5.434,43 de vantagem pessoal, R$ 4.483,95 de reposição salarial, R$ 5,899,75 de adicional noturno, R$ 1.063,51 de eficiência no trabalho, R$ 98,91 de abono permanente, mais R$ 2.045,75 de ATS, seja lá o que isto signifique.

Tudo somado dá um total de R$ 24.708,97. E não pense que é só na Bahia, não.

E viva a reforma da Previdência que pretende nivelar por baixo todos os trabalhadores celetistas a mísero salário mínimo. 

Só indulto salva Lula

O STF não vai julgar este ano nenhuma das ações sobre a prisão dos condenados em segunda instância.

Foi o que disse à Reuters uma fonte do STF com conhecimento direto do assunto.

O Antagonista já havia publicado que Dias Toffoli, futuro presidente do Supremo, recusava-se a pautar a questão.

Só um indulto poderá tirar Lula da cadeia. (Diogo Mainard)

Drama na fronteira

“Mais obscena que a omissão do Governo no caso dos refugiados venezuelanos, só a mudez cafajeste dos comparsas de Hugo Chávez e Nicolás Maduro homiziados no PT e seus satélites. Eles agora fazem de conta que a Venezuela – em estado avançado de putrefação -  fica no Polo Norte”. (Jornalista Augusto Nunes)

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia