Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 970 / 2018

09/05/2018 - 15:53:37

GABRIEL MOUSINHO

Rompimento político

Falta pouco para o grupo do deputado federal Marx Beltrão anunciar o rompimento e consequentemente o afastamento da família Calheiros. O ressentimento é imenso depois que Renan pai e Renan Filho anunciaram apoio a Maurício Quintella como o segundo voto para o Senado da República.

Visivelmente magoada, a família Beltrão trabalha nos bastidores para encontrar um melhor caminho para a candidatura de Marx ao Senado, sem volta como ele mesmo diz, e avalia também uma aproximação com os adversários políticos da família Calheiros.

O rompimento faria com que o deputado se afastasse de uma vez por todas do Palácio dos Martírios, se agregando a outras forças políticas que irão disputar as eleições em outubro próximo.

Do lado do governo já não se teria mais dúvida com quem o Calheiros iria votar, alijando de uma vez por todas Marx Beltrão, cuja família sempre apoiou Renan nos grandes redutos eleitorais localizados principalmente na região sul do estado. 

A partir de agora é só uma questão de tempo. Marx está praticamente fora do grupo de Renan e articula uma jogada política para mudar os rumos das eleições. Não está descartada uma aliança com a oposição nos próximos dias.

É esperar pra ver.

Alívio

A partir de julho a população vai se ver livre do exagero da propaganda paga pelo governo de Alagoas. Algumas coerentes, outras nem tanto. Com tanto dinheiro em jogo para os órgãos de comunicação, bem que o Estado poderia utilizar a generosa grana em programas em benefício da população, a exemplo de melhorar o atendimento à saúde, à educação e segurança pública.

O céu

Pela propaganda, Alagoas vive nos braços divinos em todos os setores da administração pública. Só vendo para constatar que a coisa não é bem assim.

Ressentido

O deputado federal Ronaldo Lessa não está gostando nem um pouco da decisão de Maurício Quintella de abraçar as candidaturas de Isnaldo Bulhões e Sérgio Toledo para deputado federal. Sua parcela de apoio aí seria mínima. Dizem que Ronaldo já está arrependido de ser o coordenador da campanha do clã dos Calheiros, estratégia utilizada para tirar o ex-governador de uma possível candidatura ao Senado, onde está bem avaliado.

Freio

A suspensão das propagandas é uma exigência da lei eleitoral, para que governantes não metam os pés pelas mãos e prejudiquem outros candidatos. O TRE deve ficar de olho em outros instrumentos que podem facilitar a vida eleitoral de candidatos pontuais.

Impasse

O deputado Rodrigo Cunha é a esperança da oposição numa candidatura ao governo do Estado. A aliança é possível entre os partidos de oposição, mas somente se Cunha topar a parada para enfrentar Renan Filho. Para o Senado a coisa fica mais difícil.

Bola da vez

É quase 100% certo que o médico Fábio Farias será mesmo o candidato a vice na chapa de Renan Filho. É o único que goza de absoluta confiança da família Calheiros. Esta é a chance de Farias assumir o governo quando da desincompatibilização de Renan Filho, caso seja reeleito. Fábio chegaria ao auge de sua vida pública se não houver algum contratempo até lá.

Estratégia

Mesmo com Lula na cadeia, Renan Calheiros a cada dia liga seu nome ao do ex-presidente. Está certo que isso lhe renderá muitos votos, principalmente nas regiões mais miseráveis do estado. 

Atração nacional

O empresário Joesley Batista foi a atração nesses últimos dias na região de São Miguel dos Milagres, onde está veraneando. Ele passeou de helicóptero, conheceu bem a região e somente se ausentou de Alagoas por algumas horas para tratar de sua delação premiada em Brasília. Enquanto Lula e companhia mofam na cadeia, ele com a família e seguranças curtem as praias mais bonitas do Brasil.

Desprezada

A estrada que liga a cidade de Marechal Deodoro à BR-101, cheia de buracos, é um prato feito para assaltantes. O governo parece estar esquecido daquela região enquanto faz obras em outros municípios para garantir apoio nas eleições de outubro.

Retoques finais

Os chapões para as eleições proporcionais estão quase prontos e devem ser anunciados ainda nesta primeira quinzena de maio. Os candidatos, os mais fortes e também os mais fracos, fazem contas dia e noite para saber da possibilidade de chegarem lá.

Reforço

O deputado Maurício Quintella quer reforçar o time para sua candidatura ao Senado e já fez convite ao empresário Luiz Romero para ser o seu primeiro suplente. A família analisa o convite com simpatia.

Mudou de dono

A tradicional revendedora Fiat de Alagoas, a Blumare, mudou de dono. Os empresários Luiz Romero e Marcelo Santos enveredam agora por outro ramo, o da construção civil no estado.

A força de Rui

Ninguém pense que a desistência do prefeito Rui Palmeira de disputar o governo do Estado afeta sua força política com relação às eleições de outubro. O prefeito continua articulado com o grupo de oposição e será de fundamental importância para o processo eleitoral. Vai depender muito dele o comportamento da oposição nas eleições.

Aguardando

O vice-prefeito Marcelo Palmeira vai continuar exercendo sua função no município, embora não faltem convites para disputar as eleições de outubro. Palmeira trabalha seguindo seu projeto político para os próximos anos. Nada de precipitação, dizem amigos do vice-prefeito.

Mergulhado

O silêncio nos últimos dias do senador Fernando Collor sobre as eleições em Alagoas é preocupante, afirmam pessoas ligadas ao ex-presidente. Como gosta de surpresas, Collor pode aparecer com alguma novidade nos próximos dias. O ex-presidente sabe que terá adversários fortes na sua reeleição em 2022.

Sem o povo

No lançamento do projeto do novo Centro Integrado de Segurança Pública, em major Izidoro, mês passado, a decepção foi grande. Convocado, o povo não compareceu como esperado e era visível o constrangimento das pessoas presentes, inclusive do governo. A obra vai custar a bagatela de R$ 1.600.000,00 ao Estado.


Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia