Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 969 / 2018

02/05/2018 - 15:48:46

Abc do Interior

Haja confusão

Em Arapiraca, o prefeito Rogério Teófilo vem “comendo o pão que o diabo amassou”.  Depois da denúncia de ter aplicado um calote de R$ 610 mil em uma equipe de auditoria e de ter pago 10% da dívida através de uma construtora pertencente a um secretário, Teófilo encara outra situação constrangedora: Ele e seu ex-secretário e aliado político Ricardo Barreto, proprietário do Ibis Hotel de Arapiraca, foram acusados de caloteiros pelo proprietário da Graf Center, Jorge Correa, que reclama uma dívida de R$ 150 mil por serviços prestados na campanha de 2012.

“Cabra safado”

Jorge da Center Graf, como é mais conhecido, disse que praticamente “quebrou” por conta da dívida e teve que sair de Arapiraca para continuar sobrevivendo. Ele disse que só prestou o serviço por confiar na palavra de Ricardo Barreto, que o tratou mal e o chamou de “cabra safado” quando foi cobrar a dívida.

Redes sociais

O inferno astral de Rogério Teófilo “explodiu” nas redes sociais, com intermináveis brigas e manifestações de partidários e opositores. Mas a tropa de choque, que defende com unhas e dentes o patrão, parece meio perdida e atordoada diante das graves denúncias. 

Pelo jeito muita água deve rolar nas próximas semanas, já que figurinhas carimbadas não querem perder o poder e para isso fazem ameaças. 

Perseguições e ameaças

Jornalistas, radialistas e blogueiros que divulgam denúncias contra a atual gestão sofrem ameaças, perseguições e estão sendo intimidados, como é o caso do radialista Ailton Avlis. 

“Ligaram para a direção e me fizeram veladas advertências se não parasse de ‘bater’ na administração. Não temo. Vou seguir em frente”, garante o profissional.

É aguardar novos capítulos dessa história que coloca mais lama na política da segunda cidade mais importante do estado de Alagoas.

Em campanha

A ex-prefeita de Arapiraca, Célia Rocha, tem percorrido os quatro cantos do estado. Com lideranças em mais de 50 municípios, a pré-candidata a deputada estadual é um dos nomes mais fortes da eleição de outubro. Seu trabalho quando comandou a segunda maior cidade de Alagoas por três mandatos e o carisma são marcas registradas.

Com os índios

Na semana passada, Célia foi recebida pelos índios da Aldeia Tingui Botó, que a homenagearam com danças e toré. A ex-prefeita também tem visitado comunidades, como a Riacho da Onça, em Craíbas, e a de Olho d’Água dos Dandanhas, em Feira Grande.

Dia das Mães

A CDL de Arapiraca iniciou nessa semana uma campanha para incentivar as compras do Dia das Mães no Comércio. Intitulada, “Mãe Premiada CDL”, a promoção sorteará mais de R$ 6 mil em prêmios para os clientes que comprarem nas lojas participantes (associados da entidade).

Fake news 1

Do jornalista Henrique Romeiro: Na contramão do fake news, mães de 24 alunos no povoado Caldeirão de Cima, em Palmeira dos Índios, fizeram um vídeo para chamar a atenção da Prefeitura sobre descasos de governos que já duram mais de 30 anos. 

Fake news 2

Caso da Escola Municipal, local, Lauro Montenegro que, há pelo menos três décadas nunca recebeu nenhuma manutenção ou reparos. Depois que elas espalharam o vídeo, que denunciava a falta de infraestrutura, o prefeito Júlio Cezar mandou interditar e fazer as melhorias naquela escola. O povo foi lá, mostrou a cara, gravou um vídeo e foi atendido. Isso sim é real. O resto é fake. 

Biu de Lira

E o senador Benedito de Lira, hein? Foi inocentado pela Justiça e pela Polícia Federal de todas as acusações que pesavam contra ele. Ainda de quebra, o ministro Edson Facchin, relator da Lava Jato, arquivou a última denúncia contra o senador. Aliviado, mas com um enorme desgaste político nas mídias sociais, Biu 

PELO INTERIOR

... O aumento do custo de vida e a falta de reposição salarial precarizam ainda mais as condições de vida e trabalho dos professores da rede municipal de Limoeiro de Anadia.

... Levantamento feito pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal) revela que a perda acumulada, nos últimos três anos, é de mais de 37%, provocando um achatamento da renda financeira dos educadores.

... Desde 2015 que os professores de Limoeiro de Anadia enfrentam uma verdadeira via crúcis, na tentativa de conseguir repor as perdas salariais.

... A mais recente tentativa de negociação com a prefeitura e a Secretaria Municipal de Educação aconteceu na última quarta-feira (25).

... Com o apoio do Núcleo Regional do Sinteal/Agreste), os professores promoveram um ato público na Praça Major Luís Carlos, defronte do prédio da Câmara de Vereadores de Limoeiro de Anadia.

... Sem reajuste salarial há três anos, os educadores realizaram uma paralisação de advertência, na busca de sensibilizar a gestão municipal.

... A decisão foi adotada após assembleia geral da categoria, depois de muitas tentativas de negociação com o poder público local.

... Em todas as reuniões, a gestão municipal alega que está trabalhando no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e não tem como conceder a reposição salarial para os professores.

... Na mais recente negociação, a prefeitura sinalizou 0% de reajuste, enquanto a categoria afirma que o município tem um incremento, este ano,  de 10,91% nos repasses de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento e Valorização da Educação Básica (Fundeb). 

... De acordo com o representante do Núcleo do Sinteal/Agreste, professor Carlos Jorge Souza, o reajuste do piso nacional da categoria foi de 6,81%. “A gestão teve incremento de todas as partes e pode negociar com margem de folga para conceder o reajuste para os educadores”, afirma o sindicalista.

... Aos leitores do Extra, em especial da coluna, desejamos um excelente final de semana, repleto e paz e saúde. Até a próxima edição.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia