Acompanhe nas redes sociais:

26 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 960 / 2018

27/02/2018 - 16:22:08

Richard Manso anuncia pré-candidatura e promete combater corrupção

Jurista lutará por melhor funcionamento do sistema público e político

Sofia Sepreny Estagiária sob supervisão da Redação
Richard Manso (D) em encontro com o presidente estadual do Podemos, Omar Coêlho (E), e outros integrantes do partido

As tentativas do governo federal de vender bens do estado para quitar dívidas advindas da corrupção e má administração pública irão enfrentar sérios obstáculos. Esta é uma das promessas de Richard Manso, pré-candidato a deputado federal pelo partido Podemos. O advogado e jurista afirma que não medirá esforços para impedir que as consequências da corrupção afetem permanentemente a economia do país. Ele cita como exemplo a venda da Eletrobrás. 

Em uma de suas propostas de candidatura, Richard defende o fim de indicações políticas na Reforma Administrativa, além de sugerir que as promoções e admissões para cargos públicos deixem de ser por benefícios e passem a ser por meritocracia. 

Autor de diversas ações judiciais no Supremo Tribunal Federal contra corrupção de agentes públicos, o jurista promete lutar por uma revisão nos contratos de dívidas dos Estados e Municípios para que o cidadão não saia prejudicado, assim como a economia.

O pré-candidato insiste ainda que o brasileiro participe de forma mais próxima e direta dos trabalhos do Congresso Nacional e das suas decisões. “O acompanhamento dos trabalhos pode evitar possíveis golpes”, enfatiza.

Apesar de ainda não ter sido escolhido candidato a deputado federal, as lutas do jurista são atuais e enfáticas. Ele sugere uma reforma no Poder Judiciário, no sentido de agilizar a resolução de processos e acabar com decisões que beneficiem pessoas envolvidas com crimes a qualquer título, como vem acontecendo nos últimos anos de escândalos na política brasileira. Defende, ainda, o fim da vitaliciedade dos cargos de ministro do Supremo Tribunal Federal.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia