Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 957 / 2018

30/01/2018 - 15:41:48

A Justiça só não viu o dinheiro jogado no lixo

JOSÉ ARNALDO LISBOA MARTINS

Esta é a terceira vez que eu estou denunciando um dos maiores escândalos que vem acontecendo no Brasil, no qual o Sr. Lula, também, é o principal responsável. Vocês devem estar lembrados que no primeiro governo do Sr. Lula, há uns 13 anos, colocaram na cabeça dele que seria “uma boa ideia” fazer a Transposição das Águas do Rio São Francisco, de modo que o Ceará, o Rio Grande do Norte, a Paraíba e Pernambuco ficassem abastecidos com as águas do Velho Chico. Um maluco teve esta ideia, porém todos os técnicos de renome, tanto do estrangeiro como do Brasil, foram contra a ideia, principalmente os melhores técnicos do Instituto Joaquim Nabuco, do Recife, especialistas em Hidráulica, Hidrodinâmica, Geologia, Eletrotécnica e outras especializações da Engenharia. Eles acharam que a seca nordestina não seria resolvida desta maneira, mas o ex-presidente Lula, para atender aos seus amigos empresários cearenses, achou que com eles todos ganhariam muito dinheiro, com a criação de camarões para exportação. Ora, para o sr. Lula a ideia foi ótima, pois o seu governo iria poder abastecer de dinheiro as 14 empreiteiras, fazendo com que os milhões chegassem logo aos canteiros de obras. 

Para vocês terem uma ideia da maluquice, um grande canal está sendo aberto, para ter uma extensão de 2.000 quilômetros, o que corresponde a, mais ou menos, a uma distância que vai de Maceió até o Rio de Janeiro. Pelos cálculos iniciais, tal canal terá que desviar 280 metros cúbicos de água por segundo, porém não beneficiará os estados da Bahia, Sergipe e Alagoas, hoje flagelados pela seca, com a falta de água para beber, para os animais, para as plantações e demais necessidades. Irão ser retirados do Rio São Francisco 252 milhões de litros de água por hora e levados para irrigar as fazendas dos amigos do ex-presidente. O Velho Chico que já vem sofrendo ao longo dos anos, agora vai ficar mais seco e prejudicar a geração da energia elétrica, como já vem acontecendo em Paulo Afonso e outras hidroelétricas. 

Da tomada d´água entre Bahia e Pernambuco até Cabrobó-CE, será construído o canal que, só com a evaporação das águas a céu aberto, precisará de grandes bombas para elevar as águas a uma altura de 160 metros, pois precisarão de energia elétrica correspondente aos 1.060 megawatts. Também deverá ser construído um túnel, com 1.500 metros, correspondente ao comprimento de 15 campos de futebol. Uma maluquice! É claro que a Engenharia tem condições para resolver todos os problemas, mas é um desperdício de dinheiro, num rio que está secando. Tal obra vem se arrastando há anos e já foi parada pelo Tribunal de Contas da União por causa de gritantes irregularidades, pois já existem grandes rachaduras nas obras. 

Em tempo – Eu tenho um grande leitor dos meus artigos que é o ilustre juiz de Direito, Dr. Oduvaldo Perciano. Que bom! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia