Acompanhe nas redes sociais:

23 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 955 / 2018

16/01/2018 - 11:13:28

Gabriel Mousinho

Gabriel Mousinho

A desconfiança de Marx

O ministro Marx Beltrão deixou muita gente com a pulga atrás da orelha quando disse que desconfia de quem teria “plantado” a notícia no Fantástico da Rede Globo sobre supostos atos de corrupção quando ele era prefeito de Coruripe.

Como Beltrão não anda confortável com seu atual grupo político, mostrando certo desconforto depois que anunciou sua candidatura ao Senado, dá pra desconfiar de quem teria sido, mas, sem provas, estaria atirando no escuro.

O ministro do Turismo também garantiu que não aliviará quando descobrir quem teria sido o autor das denúncias, mas até o momento navega somente em suposições. A verdade é que os bastidores políticos ferveram esta semana e vai esquentar muito mais à medida que se aproximam as eleições.

O que Marx deveria fazer rapidamente era anunciar para qual partido migrará e com quem marchará nas próximas eleições. Só assim o clima poderia voltar à normalidade e ele não continuará alvo daqueles que trabalham contra sua candidatura. Até lá, porém, o couro vai comer.

Vai ter que rebolar

A situação de Marx Beltrão não é tão simples como ele demonstra nas entrevistas. O Ministério Público Federal já ajuizou nove ações contra ele, em investigações que tiveram a participação da Polícia Federal, Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União e do próprio MPF. A Operação Suseranos apurou uma suposta fraude de mais de R$ 40 milhões na Prefeitura de Coruripe entre os anos de 2011 e 2012.

Sinuca de bico

Para quem convive com os bastidores políticos, a situação partidária do ministro Marx Beltrão não é das melhores, com ele insistindo numa candidatura ao Senado da República. O PMDB não diz, mas quer vê-lo longe dali, enquanto a oposição não morre de amores para um acordo com o deputado.

Sem entender

Por baixo dos panos, o ministro Marx Beltrão namora uma possível aliança com o grupo do prefeito Rui Palmeira, mas, em contrapartida, não larga os cargos que tem no governo de Renan Filho, embora não esteja sendo bem visto pela cúpula do PMDB. 

Participação

A participação de Marx Beltrão no governo do Estado é bastante razoável. Ele indicou Alexandre Ayres, irmão do prefeito Cacau, de Marechal Deodoro, para a Secretaria de Recursos Hídricos, além dos outros cargos técnicos e administrativos. Ainda tem indicação em outros órgãos, a exemplo de uma diretoria na Casal. O vínculo é estreito, embora ninguém saiba até onde irá.

Recuperação

O ano de 2017 foi para praticamente recuperar toda cidade de Maceió devastada pelas chuvas torrenciais que se abateram sobre a capital, argumenta o prefeito Rui Palmeira. As chuvas exageradas danificaram ruas e avenidas e ainda causaram tragédia com o soterramento e morte de várias pessoas. Agora, chegou a hora de pensar nas próximas eleições.

Questão           política?

A não expedição de uma certidão de regularidade fiscal pelo Tribunal de Contas do Estado foi o principal entrave para que o município de Maceió não contratasse financiamento com o BID para a execução do projeto De Frente para a Lagoa. Coisa provincial.

Preocupação

O prefeito Rui Palmeira demonstrou sua preocupação na suspensão temporária dos radares na capital, o que pode aumentar o número de acidentes. A SMTT está recorrendo da decisão da Justiça.

Ingratidão

O governo do Estado nada em obras federais, mas não perde oportunidade de criticar o presidente Michel Temer e seus ministros, como foi o caso de Carlos Marun, da Secretaria de Governo da Presidência da República. Ao mesmo tempo faz propaganda de obras de grande porte, como a duplicação da BR-101 e o viaduto da Polícia Rodoviária Federal, como se fossem seus.

Previsão sinistra 1

A cartomante Sarah Zaad fez revelações bombásticas, segundo entrevista ao EXTRA. Disse que Renan Calheiros não se reelegerá, o que deixou a turma do PMDB em polvorosa. Previu, também, que o estado será alvo de uma eleição fraudulenta, com graves crimes eleitorais.

Previsão sinistra 2

Sarah também falou que pessoas muito conhecidas em Alagoas irão morrer em 2018 e que mais um alagoano, entre tantos outros, estará na mira da Polícia Federal com acusações sobre corrupção.

No canto da parede

Além de mergulhar em sua defesa para se livrar do processo do suposto recebimento de propinas, o ex-governador Téo Vilela ainda enfrenta, nos bastidores, um grupo de lideranças políticas que quer vê-lo fora do processo eleitoral deste ano. 

Desanimado

Antes entusiasmado para voltar aos braços do povo numa eleição majoritária em 2018, pessoas ligadas ao ex-governador Téo Vilela dizem que ele perdeu o apetite depois de se tornar réu na Lava Jato. E não alimenta nenhuma esperança do sobrinho Pedro Vilela continuar na Câmara Federal.

Sonho

Eleições limpas em 2018. Que história é essa? Brincadeira de ano novo? Vai acabar a compra de votos? As máquinas do Estado e dos municípios não irão funcionar para alguns candidatos? Isso é conversa de 1º de abril.

Fundo do poço

Os usineiros alagoanos que antes casavam e batizavam na política alagoana, estão por baixo. A crise, pelo menos das indústrias, acabou com o reinado dessa turma, mesmo com alguns gozando das delícias de mansões e vida boa no EUA e na Europa.

Apostando no futuro

Mesmo com um time reforçado, o Podemos, de Omar Coêlho e Rafael Tenório, sabe que não tem muitas chances nas próximas eleições. Ele prepara o terreno para 2020 e 2022, mas não deixará de participar das eleições de outubro próximo.

Exagerando na dose

Pequenos partidos políticos noticiam que farão até quatro deputados federais nas eleições de 2018. É muito para estruturas pequenas sem tradições em eleições desse porte. Devem se contentar com uma participação muito menor. 

Mais obras em Traipu

O município de Traipu começou o ano assinando diversos contratos com a Caixa Econômica Federal, dando sequência à realização de um volume de obras nunca visto naquela região do São Francisco. Agora, o prefeito Eduardo Tavares consolidou contrato com vistas à reforma e a ampliação da Unidade Mista de Saúde, revitalização de praças, aquisição de patrulha mecanizada, além de recursos para implementação de ações de estruturação de unidades de atenção especializada em saúde. Traipu está saindo na frente nesse início de ano.

Em campanha

O governador Renan Filho não perde tempo. Na segunda-feira estava em Arapiraca fazendo corpo a corpo com o eleitorado e, à tarde, em um condomínio de luxo de Maceió na parte alta da cidade, conversou por cerca de 20 minutos com um deputado estadual.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia