Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 954 / 2018

09/01/2018 - 15:12:48

ABC DO INTERIOR

E haja candidato

Passado período de festa, com a chegada do ano novo, as atenções em Arapiraca estão voltadas para as eleições estaduais que serão realizadas em outubro próximo.  A briga, no entanto, deverá ser marcada pela disputa de uma cadeira na Assembleia Legislativa já que além dos atuais deputados que já confirmaram que disputarão a reeleição surgem nomes de peso e com chance de se eleger, a exemplo da ex-prefeita Célia Rocha e do filho do atual prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, o advogado Moacir Teófilo.

Severino federal

Dentre os atuais deputados a expectativa está em Severino Pessoa, que poderá disputar mandato de deputado federal, mas a sua esposa Fabiana Pessoa, que é vice-prefeita, poderá entrar na disputa por uma cadeira na Casa de Tavares Bastos. 

Todos têm chance

Com largas chances de vitória estão os deputados Tarcizo Freire, cujo trabalho social é reconhecido em todo estado de Alagoas; Ricardo Nezinho e Rodrigo Cunha.  Mas nos bastidores surgem outros nomes a exemplo de Breno Albuquerque, que é filho do ex-deputado estadual Dudu Albuquerque e da atual secretária de Saúde, Aurélia Fernandes, que apesar dos fortes rumores sobre sua pré-candidatura ainda não confirmou se entrará na disputa.

Representantes

O certo é que as eleições deste ano serão movimentadas em Arapiraca, com um número de pré-candidatos que poderá crescer nos próximos meses. Em um passado recente, Arapiraca já teve um expressivo número de representantes na Assembleia Legislativa e, pelo andar da carruagem, a tendência é que esse fato se repita nas eleições de outubro próximo. 

Nelson Filho

Com Claudio Barbosa - Informações que circulam nos bastidores do futebol dão conta que o radialista Nelson Filho pode deixar a presidência executiva da Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA). Embora não haja nenhuma confirmação oficial nesse sentido, não está descartada a hipótese da situação ser oficializada na reunião da diretoria. Se isso de fato ocorrer, o nome mais provável para assumir o cargo é do empresário Ibn Pinto, sócio proprietário de uma rede de postos de gasolina.

Vai colaborar

“Na verdade, estavam previstos alguns remanejamentos dentro da executiva. Tudo visando melhor atender às necessidades do nosso ASA. Dentre as adequações, provavelmente, deveremos ter também essa definição. Qualquer que seja a alternativa, estarei sempre dentro das minhas possibilidades, buscando colaborar com o nosso Gigante”, afirmou Nelson Filho.

Não existe racha

Ainda de acordo com o radialista Claudio Barbosa, no mesmo comentário, Nelson Filho faz questão de enfatizar que não existe “racha” na diretoria. “Essa definição visa reforçar a nossa diretoria, não há rompimento de relações, vamos continuar trabalhando, todos nós, voltados para o bem do clube”. 

Caso se confirme a mudança, pelo estatuto do clube quem deve assumir a presidência do ASA é o atual vice, empresário Ibn Pinto.

Guarda Municipal 

De acordo com o prefeito Júlio Cezar, o próximo passo será a implantação da Guarda Municipal em Palmeira, que acontecerá até o mês de junho. “Até junho eles já estarão nas ruas, fardados, com viaturas e todo o aparato necessário para garantir o trabalho dos agentes”, disse.  “Já conversei com o promotor de Justiça Jomar Moraes e ele ficou muito satisfeito de o município poder honrar o que foi acordado junto ao MPE. Ele aproveitou para dizer que está à disposição no que for preciso para o pleno funcionamento da Guarda no município, que é um feito pioneiro”, destacou.

Termo de Acordo 1

O prefeito Júlio Cezar, em um dos primeiros atos administrativos de 2018, assinou na terça-feira (2) a segunda etapa do Termo de Acordo Extrajudicial celebrado entre a 2ª Promotoria de Justiça de Palmeira dos Índios e a prefeitura do município, para a convocação dos aprovados na Guarda Municipal de Palmeira dos Índios, de acordo com a Portaria Nº 762/2017 –GP. 

Termo de Acordo 2

Esta é a 18ª e última convocação, feita dentro do prazo estabelecido pelo Ministério Público Estadual. Nesta etapa, mais 35 candidatos serão convocados, quando serão observados se eles possuem vínculos empregatícios e se estão aptos para a prestação dos serviços, para que seja fechado o contingente da Guarda do município.

PELO INTERIOR

...  “Um esforço para oferecer atendimento humanizado e de qualidade na grande missão de salvar vidas”. Foi com essa frase que o provedor do Hospital Regional Nossa Senhora sssdo Bom Conselho, Magela Pirauá, destacou os dados divulgados nesta semana sobre o número de cirurgias realizadas na instituição.

... Só entre janeiro e setembro de 2017, o Hospital Regional realizou 3128 cirurgias. Uma media de 346,5 por mês. Só em cirurgia obstétrica foram 1465 procedimentos. Já as cirurgias gerais foram realizadas 885 vezes. 

... As cirurgias bucomaxilo, na qual o HR é referência nacional desde o ano passado, voltou a apresentar números impressionantes. Nos nove primeiros meses do ano foram 459 operações. O que garante uma média de 51 procedimentos todo mês.

... Os dados mostram também que ocorreram 295 cirurgias vasculares e 24 otorrinas. 

... Para o diretor médico Ulisses Pereira, o crescimento no número de cirurgias mostra o resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido pelos profissionais do hospital.

... “Somos referência em atendimento de média e alta complexidade, principalmente quando falamos de cirurgias emergenciais. Esses dados revelam que os tratamentos estão dando certo e que o nosso serviço garante qualidade para população”, comentou. 

... O provedor Magela Pirauá afirmou que o resultado mostra o esforço da direção do hospital em viabilizar as cirurgias. “Um esforço para oferecer atendimento humanizado e de qualidade na grande missão de salvar vidas. Por isso é indiscutível o quanto estamos avançando no atendimento aos pacientes”, disse.

... Em 1990, o Colégio Cenecista Nossa Senhora Bom Conselho, em Arapiraca, dirigido, na época, pelo prefeito Rogério Teófilo e seu pai, Moacir, cedeu o espaço de uma sala comum, que atenderia 60 alunos do 7º ano, para um grupo de cinco jovens deficientes visuais se alfabetizarem.

... Conhecida como “granja”, por conta de umas aberturas para ventilação, a sala especial ou de recurso, como preferir, contava com uma professora especializada em Braille, que além de lecionar as matérias da grade curricular, ensinava sobre locomoção, mobilidade e fornecia todo o apoio necessário para os alunos. Genival Barbosa Silva, 45 anos, estava entre eles.

... Alfabetizado entre os anos de 1990 e 1992, graças à sala especial, Genival considerou a atitude de Moacir e Rogério ousada. “Para o colégio foi prejuízo, visto que deixou de atender alunos comuns”, disse ele. “Mas eles não pensaram duas vezes em dar essa oportunidade e ceder o espaço do colégio, que seria ocupado por alunos do 7º ano, para atender estudantes do estado, que não gerariam renda nenhuma”, completou.

... Aos nossos leitores, um 2018 de muita paz, saúde e prosperidade. Até a próxima edição! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia