Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 952 / 2017

20/12/2017 - 08:54:24

Barra de São Miguel vira reduto de assaltantes

População cobra segurança e teme aumento de violência

Maria Salésia [email protected]
Zezeco diz que vai debater crise com MP e SSP

Moradores, veranistas e turistas da Barra de São Miguel, paraíso que fica a 34 km de Maceió, reclamam que a cidade está entregue aos ladrões e a onda de assalto tem assustado a quem mora ou passa por lá. Localizado no Litoral Sul de Alagoas, o balneário tem suas peculiaridades como a de ser a única cidade do Nordeste em que o mar se encontra com a lagoa e o rio.

Na quinta-feira, 8, uma vítima da violência publicou em suas redes sociais o drama que sofreu, durante o período em que junto com a família ficou na mira de bandidos. Refém em sua própria casa, ela relata a angústia e o sentimento de impotência diante dos bandidos. No texto, intitulado “A Barra de São Miguel entregue aos Ladrões e assaltantes”, fala que na quinta-feira, dia 7, fez uma publicação no Instagram e Facebook declarando seu amor a “esse paraíso natural chamado Barra de São Miguel”. Porém, dia 8, sexta-feira, teve a casa invadida por três assaltantes armados, onde ele e a família foram obrigados a deitar no chão e posteriormente foram trancados no banheiro.

O morador desabafou ainda que outro momento de tensão foi quando eles (bandidos) acharam que seu filho mais velho era policial e fizeram ele acompanhá-los por toda a casa com uma arma apontada para ele. “Fui bastante lesado financeiramente, celulares, notebook, IPad, dinheiro, cartões, caixa de som, violão, cavaco, jóias e o carro Hb20, placa ORD 9104, de meu filho. Mas, nada disso importa. O importante é que continuamos vivos e saudáveis graças a Deus”, agradeceu.

Apesar de passado o susto, ele disse que a indignação é grande. “Primeiro, porque não estava armado, o homem de bem não pode possuir uma arma para defender sua família, mas os bandidos estão por aí armados. E o governo, seja estadual ou municipal não tem conseguido nos dar segurança. Gente, a Barra de São Miguel tem apenas uma viatura operante para tomar conta de todo esse polo turístico, inadmissível”, protestou.

E afirmou ainda que ao prestar queixa na delegacia, tinha apenas um policial. “Soube que na quinta-feira, dia 7, teve um arrastão do centro ao Barramar. Uma das duas vezes que estive na delegacia, tinha um casal de Minas Gerais, desesperados porque tinham sido assaltados próximo ao polo turístico e perdido tudo, cartões, dinheiro, documentos, etc“. 

O morador disse que a esperança é que o ministro de Turismo, Marx Beltrão e o governador do Estado, Renan Filho, tomem conhecimento disso. “Não vou falar do prefeito da Barra, porque tenho certeza de que ele sabe o que está acontecendo. “

Prefeito pede reforço e vai se reunir com MP e cúpula da Segurança

O prefeito da Barra de São Miguel, Jose Medeiros Nicolau, o Zezeco, (PMDB) disse que oficializou junto ao Estado pedido de reforço policial, pois a violência precisa ser coibida. De acordo com o prefeito, por se tratar de um município turístico o apoio é necessário e urgente. 

Zezeco tenta tranquilizar moradores e frequentadores da Barra quanto à segurança na região. Segundo ele, na próxima semana vai se reunir com membros do Ministério Público e a cúpula de Segurança do Estado para garantir segurança a moradores, aos turistas e veranistas. “Temos que dar um basta nessa onda de violência. A Barra é um lugar lindo, de gente hospitaleira e não há espaço para quem é fora da lei”.

 Quanto ao episódio narrado pela vítima de assaltantes em sua residência, o prefeito disse que a polícia está agindo e que tudo leva a crer que o veículo foi recuperado. “Espero que as forças da PM e da PC possam agir nesse caso”, afirmou o gestor.

O prefeito da Barra disse ainda que o policiamento do município cobre uma grande área, pois  é o mesmo que cobre Marechal Deodoro, Barra Nova, Massagueira, Francês e Barra de São Miguel. Apesar do efetivo não ser o suficiente, ele afirmou que há algum tempo não acontecia s dessa proporção. “A Barra depende da Companhia de Marechal, o que dificulta a ação”, explicou.

Vale ressaltar que Zezeco administra uma cidade turística, que conta com mais de mil leitos de hotel e tem população de 7,5 mil habitantes, segundo o Censo de 2010 do IBGE. No entanto, em período como Carnaval esse número pode chegar até 60 mil habitantes. 

Com praias belíssimas, a Barra de São Miguel é um dos destinos mais frequentados no Litoral Sul de Alagoas. Além da praia central da cidade, é lá que fica a Praia do Gunga, um dos cartões postais do estado, onde acontece o encontro do mar com a lagoa. É ainda entre a Barra e o Gunga que fica a Lagoa do Roteiro.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia