Acompanhe nas redes sociais:

15 de Dezembro de 2017

Outras Edições

Edição nº 950 / 2017

01/12/2017 - 09:10:11

Usina de João Lyra em Minas Gerais é vendida por R$ 206 milhões

Vale do Paranaíba foi a única a receber lance

Maria Salésia [email protected]
Vale do Paranaíba foi arrematada em primeira praça por grupo goiano

A Usina Sucroalcooleira Vale do Paranaíba foi vendida nesta quinta feira, 30, por R$ 206.358.000. Localizada no município de Capinópolis (MG), a indústria faz parte da Massa Falida Laginha Agroindustrial S/A, do Grupo João Lyra. O leilão foi encerrado com um único lance às 14h31 tendo como arrematante o grupo Supercana, da cidade de Carmo do Rio Verde, em Goiás.  A compra inclui a usina e seus 17 imóveis rurais e equipamento industriais. Já a frota de veículos não está inclusa. 

A Vale do Paranaíba tem área própria de 3.210 ha e capacidade de moagem de 1.700.000 ton/safra. O valor das terras está avaliado em R$ 79.105.000,00 – edificações em R$ 7.300.000,00 e equipamentos em R$ 119.953.000,00

Segundo informações do Super Bid, site da leiloeira,  a venda  da Vale do Paranaíba foi concretizada, mas a Usina  Triálcool, instalada em Canápolis, também em Minas, não recebeu lances. Ela está avaliada em R$ 223.043.700,00. Este valor inclui 24 propriedades rurais e equipamentos industriais. A frota de veículos e maquinários também não estão inclusos.

A venda da usina em Minas reacende a esperança de 16.500 trabalhadores e milhares de outros credores que ainda não foram indenizados. Em valores de 2014, os créditos trabalhistas da Laginha somavam R$ 124.706.464,42, sendo R$ 107.547.617,13 extraconcursais e R$ 17.158.846,29 concursais. Em valores atuais, chega a R$ 150 milhões.

 O grupo pertence ao empresário alagoano e ex-deputado federal João Lyra. A decisão de levar os bens a leilão é da 1ª Vara de Coruripe, por meio dos juízes Leandro de Castro Folly, Phillippe Melo Alcântara Falcão e José Eduardo Nobre Carlos.

Em um outro leilão de bens, em agosto último, foram arrecadados mais de R$ 800 mil. Quatro bens foram ofertados, mas somente três foram arrematados: um imóvel residencial, um comercial e uma aeronave.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia