Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 949 / 2017

04/12/2017 - 19:52:45

Gabriel Mousinho

Gabriel Mousinho

Hora de decisão

Tratando de assuntos essenciais para o município de Maceió, na Espanha, o prefeito Rui Palmeira se debruça sobre a sucessão estadual no próximo ano. Calado como é do seu feitio, ele analisa, pensa, faz cálculos, vê de perto quem está do seu lado, amadurece as ideias e deve decidir mesmo no início de 2018. Rui, para quem não conhece, é o tipo do político estrategista, frio, calculista. Herdou as habilidades do pai, ministro Guilherme Palmeira. e do senador Rui Palmeira, é sério, decente e não se intimida com provocações. 

Sua história política lhe credencia para disputar qualquer mandato em Alagoas, principalmente o de governador. E o povo sabe que sendo um homem público sério, como poucos no estado, está pronto para novos desafios.

O prefeito de Maceió se preparou para novas funções. Foi deputado estadual, deputado federal e prefeito da capital. Não mente, faz o que é possível para os maceioenses sem demagogia, não usa das suas prerrogativas para alcançar novos postos na política e é honesto. É um exemplo da nova geração, embora muita gente, por interesses outros, não pense da mesma maneira.

O prefeito Rui Palmeira é uma das grandes alternativas para assumir os destinos de Alagoas. Se topar a parada, sabe que vai enfrentar a velha prática política do é dando que se recebe, a pressão intensa com as lideranças e o eleitorado de Alagoas, mas consciente de que quer dias melhores para o nosso estado sofrido, discriminado, utilizado para benefícios próprio daqueles que sempre usaram o poder para se locupletarem. 

A decisão tem que ser consciente e esta é a hora.

Convite ao           Senado

Algumas informações de Brasília dão conta de que o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, teria recebido convite pessoal do presidente Temer para apoiar sua candidatura ao Senado, fazendo dobradinha com o senador Benedito de Lira. Temer promete apoiar os dois para o Senado na chapa que teria Rui Palmeira para o governo. O problema é saber onde ficará Téo Vilela nessa história toda.

Os bastidores

Existem as perspectivas de que Biu e Quintella saindo candidatos ao Senado, Rui Palmeira poderia desembarcar em outro partido, para evitar um constrangimento com Téo Vilela, que lhe entregou o PSDB. O problema é que ninguém confia no Téo, que sempre fez dobradinha com Renan Calheiros nas eleições majoritárias.

Bola da vez

O deputado Rodrigo Cunha, lembrado para todos os cargos majoritários, agora estaria sendo cogitado para ser vice numa eventual candidatura de Rui Palmeira ao governo do Estado. Se não vingar, pelo menos a oposição está mostrando que o jogo é pra valer em 2018.

Com as unhas de fora

O secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Rafael Brito, recém- nomeado para o cargo na cota de Ronaldo Lessa, já dá sinais de que será candidato a deputado estadual nas próximas eleições. Genro do conselheiro do Tribunal de Contas, Otávio Lessa, Brito tem se revelado no bom trato e no atendimento a lideranças do interior do estado, prometendo facilidades.

Pisando na bola

O senador Renan Calheiros está devendo explicações à sociedade alagoana sobre a afirmação da filha do vereador assassinado em Batalha, Neguinho Boiadeiro, de que nada iria acontecer com a família dele. 

Alto lá

O ex-secretário de Abastecimento da Prefeitura de Maceió, Ricardo Lessa, deixou a pasta com uma passagem sob suspeita. Na Câmara de Vereadores o comentário é de que já foram constatadas várias irregularidades por onde ele passou.

Muito devagar

Para apoiar Renan Filho, o deputado federal Ronaldo Lessa ficou de indicar o dirigente do PDT, Lailson, para a presidência da Arsal, que até agora não saiu. O atual presidente, Marcos Vasconcelos, que está fazendo um excelente trabalho no órgão, não deve facilitar a substituição.

Alianças

O grupo de oposição aos Calheiros vem tendo uma atenção especial para com as eleições do próximo ano. O importante agora, avaliam os líderes, é que se defina o quanto antes os candidatos às eleições majoritárias, para não prejudicar os candidatos proporcionais. Rui Palmeira é o nome mais indicado para disputar com Renan Filho, mas ele só quer falar no assunto em 2018.

Definido

Mesmo ante a expectativa de a oposição lançar um candidato ao governo, o prefeito Rui Palmeira já garantiu que o seu grupo terá um candidato forte, capaz de bater Renan Filho nas urnas, como aconteceu na última eleição para prefeito de Maceió.

Voltando

Com uma atuação das mais pífias na Câmara Federal, Cícero Almeida já anunciou que é mesmo candidato a estadual nas próximas eleições. Almeida, que ainda responde o processo da Máfia do Lixo, acredita que terá uma votação expressiva, embora seus prognósticos para federal foram exatamente o contrário, quase perdendo a eleição para o filho do conselheiro Cícero Amélio.

Pronto

O vice-prefeito Marcelo Palmeira está pronto para assumir o município de Maceió caso Rui Palmeira seja realmente candidato ao governo. Palmeira tem acompanhado diariamente as obras na capital e substituído o prefeito à altura, como aconteceu agora com a viagem de Rui para a Europa.

Mais mudanças

Espera-se para o começo de dezembro mais mudanças no alto escalão do governo do Estado. Novas lideranças deverão assumir cargos no governo de Renan Filho, dentro da projeção de novas alianças políticas. O PT é que está com a pulga atrás da orelha.

Complicação

O senador Renan Calheiros foi condenado pelo juiz Waldemar Carvalho, da 14ª Vara Federal, em Brasília, a perder o mandato na ação de pagamento de pensão a um filho que teve com a jornalista Mônica Veloso. Mas Renan tem se mostrado tranquilo e diz que vai recorrer com serenidade.

Mais 11

Segundo o Globo, além de oito inquéritos em que é investigado na Lava Jato, Renan ainda responde a outros três no Supremo Tribunal Federal, sendo um da Operação Zelotes – que apura um esquema de compra de sentença no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – Carf -, um sobre fraudes na construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, e outro sobre movimentação financeira suspeita.

Destaque

Priscila Palmeira e Francisvaldo Basílio, da Secretaria de Agricultura de Traipu, têm sido destaques na área em todo o estado. Só com o Banco do Nordeste 456 agricultores receberam investimentos na ordem de R$ 2,280 milhões, além do atendimento a avicultores, ovinocultores e suinocultores em parceria com a Emater. Traipu ainda projeta construir mil cisternas de primeira água, 300 de segunda água, 25 cisternas telhadão, 100 cisternas aprisco e 20 caprinocultores no programa Cordeiro Quali. A equipe  é de primeiro linha, diz o prefeito Eduardo Tavares.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia