Acompanhe nas redes sociais:

16 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 946 / 2017

07/11/2017 - 11:16:47

A força do desconhecido

Jorge Morais

Foi preciso que o prefeito de São Paulo viesse a Maceió para receber o título de Cidadão Honorário da nossa capital, além de aproveitar para cumprir agenda como presidenciável, na semana passada, para que o prefeito Rui Palmeira se motivasse e, praticamente, deixou claro que é candidato ao governo do Estado, quando disse que Renan Filho terá adversário em 2018. Aproveitou, inclusive, para mandar um recado para o senador Renan Calheiros, principal articulador do PMDB e partidos aliados em Alagoas.

Abro um espaço no assunto principal deste artigo para antes fazer uma pergunta: O que traz como merecimento o título concedido pela Câmara de Vereadores a qualquer pessoa, seja político ou não? Resposta: serviços prestados à cidade, no caso, Maceió. Consultando o nosso auxiliar Google fui buscar a resposta ao pé da letra: “Cidadania honorária é um título de honraria que uma pessoa de importância recebe da Câmara Municipal de uma cidade, da Assembleia Legislativa de um Estado (ou DF no caso do Brasil), da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal”. Até ai tudo bem, quando se refere a “pessoa de importância”.

E prossegue: “O Título de Cidadão equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal. Mesmo que um homenageado não tenha nascido ou não resida no Município, para que se lhe conceda tal homenagem, faz-se necessário que se diga o que ele (homenageado) fez, sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, em defesa do povo do Município que lhe concedeu tal cidadania”.

Então, pergunto: qual foi o serviço prestado por João Doria, pessoal ou profissional, em defesa do povo de Maceió? Que eu saiba, nenhum. Acho até que Doria nunca veio à cidade nem a passeio, e não sabe o que perdeu, com nossas belezas naturais, nossa rica culinária e o nosso artesanato. No dia da homenagem recebida, não sei se deu tempo para conhecer, até, porque, deve ter sido levado para jantar em um restaurante de categoria internacional e não deve ter feito passeio algum. O espaço está aberto para o vereador Chico Filho, autor da proposta, esclarecer a importância para o título.

Mas, voltemos ao assunto principal do artigo, o ânimo recebido pelo prefeito Rui Palmeira, quando da visita do presidenciável João Doria. Até então, o prefeito dizia que qualquer decisão só seria dada no início do próximo ano, mesmo que esta coluna tenha anunciado lá atrás, no dia da abertura da Bienal do Livro deste ano, que Rui deixou escapar para um grupo de pessoas, e eu estava entre elas, que pensava seriamente e positivamente sobre o assunto.

Agora, mais claro do que isso, impossível. O prefeito, na sua fala de recepção ao colega prefeito de São Paulo, mandou um recado mais direto para Renan pai e Renan Filho, que o seu partido - o PSDB - vai forte para as eleições de 2018. Como o nome principal da legenda é Rui Palmeira, ficou claro que ele não vai fugir a essa luta, tendo como aliados o DEM (Democratas), o PP (Partido Popular) e o PR (Partido Republicano), do ministro Maurício Quintela, entre outros menores. Acho que a partir de agora serão dois blocos nas ruas, nas cidades e em todo o estado, mesmo que ainda falte alguns meses para o Carnaval.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia