Acompanhe nas redes sociais:

14 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 943 / 2017

18/10/2017 - 10:12:27

Como ativar o cérebro para ter êxito no exame

psicólogo e professor João Oliveira dá dicas sobre como os candidatos podem obter um melhor desempenho

Por Ana Lúcia Bomfim
João Oliveira sugere criar música com o material estudado

Todos nós sabemos o quanto é exigido de esforço e comprometimento, para estudar com o foco direcionado em vestibular, concurso público ou para as avaliações mensais do período de graduação. Ter este compromisso não é fácil, principalmente quando o estudante trabalha durante o dia e tem pouco tempo para se dedicar a leitura do material didático.

Diante disso, o psicólogo e professor João Oliveira lançou o livro Ativando o cérebro para provas e concursos - 100 técnicas para melhorar seu desempenho, pela Wak Editora.

Doutor em Saúde Pública pela Universidad Americana – PY, mestre em Cognição e Linguagem e psicólogo, Oliveira recomenda o estabelecimento de rotinas extras que devem ser seguidas dentro das possibilidades de cada um. Caso não seja possível inserir todas as propostas no dia a dia, que sejam colocadas as que mais se aproximam do padrão preferencial de Sistema Sensorial Principal.

De acordo com ele, são muitos os métodos para se ter êxito em provas: Dicas Comportamentais – DC: Técnicas de Memorização – TM: Dicas de Neuróbica – DN: e, Técnicas de Auto-hipnose – TA. Confira abaixo alguns dos exemplos:

1)  Sempre pratique uma atividade física antes de começar a estudar. Não se deve começar a estudar sonolento, pois se perde boa parte do que é visto. Pelo menos se deve fazer uma caminhada ou corrida por quinze minutos, pois coloca o corpo com endorfinas e a retenção do que é estudados será maior.

2)  Sente-se de costas para a parede – Nosso sistema inconsciente de defesa teme eventuais ataques vindos por trás e, por isso, não nos desligamos enquanto não tivermos certeza que não há riscos fora do campo de visão. Para dar paz e conforto a este sistema e permitir uma concentração total nos estudos, o ideal é sentar de costas para alguma parede (não, necessariamente, ficar encostado). Com o corpo relaxado a atenção total estará na leitura.

3) Use sempre um mesmo perfume – Trata-se de uma ancoragem sensorial olfativa. Usando o perfume igual todos os dias ao estudar e colocá-lo no dia da prova, trará um estado psicológico parecido com os dias de estudo o que pode facilitar o acesso às informações coletadas naquele primeiro estado psicológico.

4) Beba água – Uma recente pesquisa, realizada pelas universidades londrinas de East London e Westminster com quase 500 estudantes, descobriu que 5%  obtiveram um melhor resultado se ingeriam água durante os testes em comparação com os que não ingeriram líquido. Conclui-se que a água deve ter algum tipo de benefício psicológico sobre o raciocínio, além, claro, de aliviar a ansiedade.

5) Faça uma música do material estudado – Sabe aquela fórmula ou aquele conceito que não entra de jeito nenhum na sua cabeça? Ou melhor, uma lista de definições que precisa ser decorada? Para isto existe um método mnemônico excelente: criar uma música! Como você faz isso? Muito fácil, pegue uma música que você conhece bem e refaça a letra com o material que você quer memorizar. Como você já sabe a melodia a nova letra será muito fácil de ser lembrada, mas claro, cante um pouco antes para não dar “branco” na hora da prova.

6) Respiração do nervo vago - Caso em algum momento você tenha ansiedade, fique nervoso ou tenha dificuldades para dormir, use este método que vai lhe trazer enormes benefícios.

- Inspire pelo nariz e encha bem os pulmões de uma vez só, rápido e potente.

- Agora, nas expirações, demore mais, faça bem devagar. Você vai expirar por mais tempo que nas inspirações e isto estimula o vago, que é o principal nervo para acalmar do corpo.

Faça isso sempre que for iniciar uma nova jornada de leitura.

7) Comer chocolate – Seu consumo libera dopamina, uma substância química que é um potente neurotransmissor, com a função de estimular o sistema nervoso central. O chocolate amargo seria o melhor neste sentido. Quando o estudante estiver desanimado ou aborrecido com algo, é aconselhável comer um pedaço antes de começar a estudar. A produção de dopamina e o ato de ler ficarão associados, será criada uma ancora e o cérebro pode entender que é a leitura que proporciona prazer.

8) Assistir comédias - Durante o período de estudos reserve seu tempo disponível para assistir filmes de comédias, ir a peças de teatro deste mesmo gênero. Assista comédias onde você possa dar boas risadas. Isto ajudará a equilibrar seu sistema imunológico e dará, também, boa disposição para os estudos e pode auxiliar no surgimento de novas e saudáveis conexões sinápticas.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia