Acompanhe nas redes sociais:

20 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 943 / 2017

18/10/2017 - 10:11:32

Entidades se reúnem para derrubar tentativa de tirar título de Paulo Freire

Proposta para revogar a Lei sancionada em 2012 como homenagem ao educador é de estudante paulista

Maria Salésia com assessoria [email protected]
Educador pernambucano Paulo Paulo é considerado um dos mais notáveis pensadores da história da Pedagogia

Uma proposta legislativa de autoria da estudante Stefanny Papaino, apresentada no site do Senado  e que pretende retirar o título de patrono da educação de Paulo Freire tem causado polêmica. A proposta tem como objetivo revogar a Lei 12.612, de 2012, que concedeu o título ao educador e conta com o apoio do Escola Sem Partido. Mas algumas  instituições saíram em defesa do educador e tentam barrar tão iniciativa. Há quem diga que “seria um vexame mundial cassar o título de Paulo Freire”, outros fizeram abaixo assinado. A deputada Luiza Erundina, autora do projeto que condecorou o educador, considera a sugestão absurda. 

Na terça-feira, 3, Erundina foi à tribuna da Câmara dos Deputados repercutir a Carta Aberta dos membros do Conselho Mundial dos Institutos Paulo Freire, do Instituto Paulo Freire do Brasil, das entidades, fóruns e movimentos, cidadãs e cidadãos signatários, que repudia a intenção de alguns movimentos da sociedade que querem revogar o título de Patrono da Educação de Paulo Freire.

Na ocasião, a deputada destacou a importância das obras de Paulo Freire e de sua enorme contribuição na área de educação mundial. Paulo Freire é um dos mais aplaudidos e prestigiados educadores de todo o mundo e a revogação do título conferido pela sociedade brasileira, por meio do Congresso, na forma da Lei n.º 12.612, em 13 de abril de 2012, seria, segundo Erundina, um verdadeiro vexame. 

No site do instituto Paulo Freire foi divulgada carta com pedido de assinatura. “Todos(as) em defesa de Paulo Freire e contra a revogação do título de patrono da educação brasileira”. Basta acessar o endereço eletrônico  https://goo.gl/5kxBhF assinar a carta e divulgar.

Vale ressaltar que o Instituto Paulo Freire e Conselho Mundial dos Institutos Paulo Freire divulgam ainda Carta Aberta ao Congresso Nacional para que decreto que instituiu Paulo Freire como Patrono da Educação Brasileira não seja revogado. “Diante do exposto, Senhor Presidente, os signatários desta Carta propõem que o Parlamento Brasileiro não dê eco, nem acolhida à supramencionada iniciativa, caso, eventualmente, ela venha chegar a esse egrégio Colegiado, para ser considerada em qualquer das casas do Congresso Nacional”, diz trecho do documento.       

Os professores do IFCH da Unicamp também querem a manutenção do título. No https://goo.gl/AD4PfF eles pedem assinatura do abaixo-assinado. Também enviaram o material à deputada Luiza Erundina onde dizem que “Nós, professores do IFCH da Unicamp, somos favoráveis à manutenção do título de Paulo Freire como Patrono da Educação Brasileira. Repudiamos, enfaticamente, quaisquer inciativas contrárias.” 

Nas redes sociais as manifestações são as mais variadas. “Podem até retirar o título de Paulo Freire, mas para educadores Paulo Freire sempre será um dos melhores educadores deste país e do mundo. Certos brasileiros nāo comprendem o que temos de belo, de interessante e além de seu tempo”, disse um internauta. Outro: “é vergonhoso este acontecimento. Paulo Freire prestou um relevante serviço ao país na Educação e agora querem lhe tirar algo que foi merecido por mérito”. Mas tem ainda o outro lado. “Não gosto e não apoio  Paulo Freire. Não apoiarei jamais viés esquerdista em escolas”.

QUEM FOI PAULO FREIRE

O pernambucano Paulo  Reglus Neves Freire  (1921-1997) foi o mais célebre educador brasileiro, com atuação e reconhecimento internacionais. Conhecido principalmente pelo método de alfabetização de adultos que leva seu nome, ele desenvolveu um pensamento pedagógico assumidamente político. Para Freire, o objetivo maior da educação é conscientizar o aluno. Isso significa, em relação às parcelas desfavorecidas da sociedade, levá-las a entender sua situação de oprimidas e agir em favor da própria libertação. O principal livro de Freire se intitula justamente Pedagogia do Oprimido e os conceitos nele contidos baseiam boa parte do conjunto de sua obra.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia