Acompanhe nas redes sociais:

12 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 941 / 2017

03/10/2017 - 14:42:00

Estamos numa demoniocracia

JOSÉ ARNALDO LISBOA

Algumas pessoas estão enganadas e por isso dizem que nós estamos numa democracia, como achando que esse sistema de governo é muito bom, melhor do que os demais sistemas políticos, para o Brasil. Eu até que concordaria com o tal regime político, chamado de sistema democrático, se os nossos políticos não fizessem dele um sistema anárquico, no qual as safadezas imperam e onde as roubalheiras e propinas dominam todas as ações. Essas pessoas confundem a democracia com o anarquismo, que é o sistema político que se opõe a todo tipo de hierarquia. Se democracia é isso que dizem os dicionários, os sabichões, os políticos e os cientistas políticos, eu preferiria viver num país onde houvesse uma ditadura branda, pois o que vemos no nosso são constantes desrespeitos às leis e uma crescente impunidade. Como a democracia aqui no Brasil é uma mentira pra boi dormir, melhor seria se o nosso sistema político fosse chamado de demoniocracia, já que vivemos numa anarquia generalizada ou numa bagunça infernal. Pois é, no Brasil, nós estamos num inferno, onde as labaredas são provocadas pelo dinheiro fácil, ganho pelos nossos executivos e políticos criminosos. 

Estamos vivendo num regime parecido com uma demoniocracia, onde quem dita as normas é o demônio. Vejam, há poucos anos um médico famoso foi julgado e condenado a 170 anos de prisão. Que papagaiada! Quatro anos depois de estar preso, foi solto para ficar numa tal de prisão domiciliar, na sua domiciliar mansão. Já em Alagoas, uns deputados surrupiaram 310 milhões de reais e estão soltos. Uns compraram fazendas, apartamentos luxuosos, joias e carros. Estão zombando da Justiça com as suas propriedades e o dinheiro aplicado nos bancos. Outra coisa: dois anos depois do escândalo da Lava Jato, alguns que foram presos já estão em casa, em prisão domiciliar. Inventaram uma tal de tornozeleira eletrônica para que os presos não fiquem aborrecidos.

Eita país, meu Deus! Cadê os milhões que foram roubados da Prefeitura de Maceió e de outras prefeituras do interior? Onde estão os milhões da filha do Sarney? Onde está o dinheiro do conversador Romero Jucá? E o dinheiro das ambulâncias? Onde colocaram os milhões das obras da Copa do Mundo? E as bilionárias propinas da Lava Jato, vão ser apuradas ou não?  Onde estão os 220 milhões de reais do escândalo do lixo de Maceió? Qua, qua, qua! 

Eu já disse, num dos meus artigos que, estamos no fim do mundo e essas coisas estão aparecendo, exatamente por causa disso. A impunidade, a soltura de presos, as propinas, os julgamentos de brincadeirinha, os rombos nos cofres públicos, o domínio dos bandidos no Rio de Janeiro, as vendas de usinas elétricas, os aluguéis dos aeroportos, a falta de dinheiro para a Saúde, para a Segurança e para a Educação, já são avisos para o fim do mundo. Já estamos “no salve-se quem puder”, com a demoniocracia chegando!   

Em tempo – O agente federal e advogado, Dr. Metódio Leite, sempre que me vê, me parabeniza por causa dos meus artigos no EXTRA. Eu fico grato ao distinto doutor. 


Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia