Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 940 / 2017

27/09/2017 - 08:50:28

Rodrigo Cunha diz que continua no PSDB

Deputado é um dos cotados para vice de Rui Palmeira numa eventual disputa do prefeito de Maceió ao governo do Estado

Maria Salésia [email protected]
Rodrigo Cunha admite divergência no PSDB mas não dá pistas sobre 2018

Nas redes sociais são cada vez mais frequentes os comentários de que o deputado Rodrigo Cunha está com um pé fora do PSDB. Mas o parlamentar garante que mesmo tendo algumas divergências com o partido por conta de alguns posicionamentos em nível federal, por enquanto não pensa em deixar a legenda.

O tucano de primeira viagem na Assembleia Legislativa é um dos cotados para ser vice de Rui Palmeira numa eventual disputa do prefeito de Maceió ao governo do Estado. Ele, porém, não dá qualquer pista e garante que está concentrado em “complementar meu mandato e concretizar todas as minhas promessas feitas aos alagoanos”. E completa: “Ainda tem muita estrada a ser percorrida como deputado estadual”.

Cunha argumenta que as pessoas estão antecipando o processo das eleições. E que qualquer mudança de partido, em virtude da legislação eleitoral, só pode ocorrer no próximo ano. “Venho tocando minha vida política baseado na independência. Tenho liberdade para ir para qualquer partido”.

No Instagram, um comentário chama a atenção. A mensagem diz que a aposta é cada vez maior do deputado não ficar no PSDB para disputar as eleições do próximo ano. Diz ainda que Cunha é apontado como um possível nome para a disputa ao Senado, mas ele “sabe que a “vaga” no ninho tucano é de Téo Vilela, sempre muito próximo do seu “amigo-irmão” Renan Calheiros, podendo até mesmo retomar a velha dobradinha”.  O comentário vai além, prevendo que o destino de Cunha seria o Livres, antigo PSL. Vale ressaltar que o Podemos já esteve na briga para receber o tucano.

ATUANTE

O deputado Rodrigo Cunha é um parlamentar atuante. Em uma de suas últimas postagens no Facebook contou: “hoje, em plenário, falei sobre alguns avanços em relação a uma série de solicitações que havia feito à mesa diretora, uma delas trata da publicação da folha de pagamentos de comissionados da casa. Graças a estas cobranças, agora é possível saber quanto cada um ganha (http://transparencia.al.al.leg.br), e foi assim que verifiquei que, somando salários e gratificações, um servidor comissionado pode vir a receber mais do que o deputado que o nomeou! “ 

O parlamentar afirmou que reconhece a conquista, mas que precisa continuar caminhando para que a Casa de Tavares Bastos se enquadre no padrão de transparência necessário a um órgão público.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia