Acompanhe nas redes sociais:

22 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 935 / 2017

21/08/2017 - 15:54:28

Cada um recebe o que merece

Jorge Morais

Na leitura anterior do Semanário EXTRA algumas coisas me chamaram a atenção. Entre tudo que lá estava impresso, o que mais me deixou impressionado foram os artigos publicados na página 2, com o título “Perigoso meliante”, quando se refere ao comentário feito pelo professor Alexandre Belo, referência do Direito Constitucional Brasileiro, da Universidade Federal da Paraíba; e na página 3, do companheiro Jorge Oliveira, quando relata, com o título inicial “Agonia  do Velho Graça”, uma série de episódios envolvendo o ex-prefeito de Palmeira dos Índios, Graciliano Ramos, escritor, que entre muitas obras importantes, as mais conhecidas são Vidas Secas e Memórias do Cárceres.

Nos dois casos, o assunto foi, praticamente, o mesmo: o título de “doutor honoris causa” a Luiz Inácio Lula da Silva, um ex-metalúrgico e ex-presidente da República, condenado por corrupção e outros atos ilícitos, e que ainda está solto. Mais forte em seu texto, o professor paraibano classifica Lula como um perigoso meliante. Para ele, o nome do ex-presidente é sinônimo de farsa, fanatismo, corrupção e empáfia. Saber o que significa Honoris Causa, eu sei muito bem, mas na sua plenitude, recorri a enciclopédia tecnológica de todos, o Google. E, ao pé da letra, o que significa?  

“Honoris Causa, abreviado como h.c., é uma locução latina (em português: “por causa de honra”) usada em títulos honoríficos  concedidos por universidades a pessoas eminentes, que não necessariamente sejam portadoras de um diploma universitário, mas que se tenham destacado em determinada área (artes, ciências, filosofia, letras, promoção da paz, de causas humanitárias, etc.), por sua boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço que transcendam famílias, pessoas ou instituições.

Historicamente, um doutor honoris causa (ou doctor honoris causa) recebe o mesmo tratamento e privilégios que aqueles que obtiveram um doutorado acadêmico de forma convencional - a menos que se especifique o contrário. A pessoa que recebe o título de “doutor honoris causa” pode usar a abreviação “Dr. h. c.”. Caso já tenha um título de doutorado acadêmico, poderá utilizar a abreviação “Dr. Dr. h. c.”. A pessoa honrada com mais de um título de doutor honoris causa, poderá usar a abreviação “Dr. h. c. mult.” (Doutor honoris causa multiplex)”.

Pergunto: Em que momento o ex-presidente Lula se enquadra na explicação? Na verdade, nas áreas das artes, ciências, filosofia, letras, promoção da paz ou causas humanitárias, e não pode ser lembrado o “Bolsa Família”, porque fazer festa com os recursos que não lhe pertencem, nada disso citado está relacionado ao ex-presidente. Boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço que transcendam famílias, pessoas ou instituições, mais uma vez não vale o “Bolsa Família”, também não são situações que possam justificar tão grande honraria.

Portanto, fico, mais uma vez, a me perguntar: Onde se enquadra o ex-presidente Lula nessa significativa e importante homenagem? Em algumas universidades brasileiras, ainda dominadas pelos movimentos petistas, mesmo que constituído por uma minoria, ainda lutam para ressuscitar este cidadão e com os olhos voltados para as eleições presidenciais de 2018, com uma vaga esperança de vitória, mesmo que os institutos de pesquisas apontem Lula em primeiro lugar, hoje, depois de muito bem pagos para isso.

Em Alagoas, pegou muito mal a ideia do reitor Jairo Campos, da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), que também aprovou a entrega do título e já marcou para o próximo dia 23. Depois, não sabe porque andou sendo ameaçado, mesmo que não aceite que se chegue a tanto. Paralelamente, por iniciativa do deputado estadual Dudu Holanda, a Assembleia Legislativa de Alagoas, com a alegação de que Lula, quando presidente, enviou recursos para ajudar os flagelados na época das chuvas, lhe dará o título de Cidadão Honorário. Meu Deus, será que o ula merece mesmo tudo isso?  

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia