Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 933 / 2017

07/08/2017 - 20:22:21

Que vergonha! Homens e mulheres que se vendem!

JOSÉ ARNALDO LISBOA

Eu e muitos de vocês somos testemunhas da história do Brasil, quando o nosso país viveu em duas épocas de governo, uma durante um sistema democrático tranquilo e a outra durante uma revolução criada sob um governo ditatorial militar. Esse último período durou 20 anos, a partir do ano de 1964. Se me perguntassem qual foi o melhor dos dois regimes, eu diria que foi o período militar. Claro que a minha escolha seria assim, porque a liberdade ainda é uma das coisas boas que temos para a pessoa humana. Uma liberdade limitada não é liberdade! Também, porque tivemos presidentes honestos que muito se preocuparam com o progresso do Brasil, no que diz respeito a rodovias, hidrelétricas, indústrias automobilísticas, etc. Esperava-se que pessoas ou grupos que se envolveram com a política ou com movimentos sindicais sofressem com as represálias do governo, mas não há nenhuma dúvida que o regime militar trouxe muitos progressos. No que diz respeito a acontecimentos escandalosos ligados a corrupção, nós não temos o que reclamar, pois os senhores presidentes eram tidos como homens honestos, bem como os seus auxiliares. Claro que não existe a honestidade absoluta, onde existem pessoas de todo tipo de classe e de todas as formações morais.  

Para mim, o sistema militar não me fez nenhum mal, mas não podemos deixar de reconhecer que fez muitas famílias sofrerem, tendo seus filhos e parentes presos, com notícias de alguns casos com torturas, sem julgamento dos acusados. Depois do período militar, aconteceram períodos de calmarias, mas logo depois chegou ao poder o Sr. Lula, ocasião na qual o Brasil passou a ser governado por uma quadrilha, com corruptos se apossando dos órgãos do governo e, principalmente, da Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica, BNDES, etc.

Hoje, o país está sofrendo as consequências de um governo corrupto, com políticos desonestos, formando quadrilhas especializadas em roubar os cofres públicos. Estamos diante de uma crise moral sem precedentes, pois pela primeira vez na história do Brasil, vemos políticos e empresários presos e com as suas cabeças raspadas, como qualquer ladrão de galinhas. Ouvimos muito falar em democracia, mas, se ela for igual à que vem acontecendo, é preferível uma ditadura branda, pois estão brincando de justiça e de democracia. 

Depois do mensalão, apareceu a Lava Jato e agora, novamente, está acontecendo um novo mensalão, com o presidente Temer oferecendo cargos, verbas para os políticos do governo e outras vantagens, além da compra de consciências, se é que existem políticos com consciência. Na verdade, o que está havendo no Brasil, é uma verdadeira bagunça, anarquia e muita compra de políticos mercenários. Estamos diante de um mundo corrupto, no qual os homens e mulheres resolveram lançar mãos dos milhões que deveriam ser destinados para a saúde, para a educação, para a segurança pública e para outras necessidades urgentes.  

Em tempo- Aos domingos, na Barraca Pedra Virada, na Ponta Verde, eu tenho um amigo que é leitor dos meus artigos no EXTRA. Trata-se de Francisco Prazeres Ramalho de Castro, o “Quico”. Eu agradeço pelo incentivo.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia