Acompanhe nas redes sociais:

25 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 932 / 2017

01/08/2017 - 18:25:35

Meio Ambiente

Sofia Sepreny da Costa

Robô separa materiais

para reciclagem 

Muita gente ainda tem dificuldades na hora de separar materiais para reciclagem, sem saber se um material pode ou não ser reutilizado e como fazer isso. Para ajudar nessas questões, a AMP Robotics desenvolveu o Clarke, um robô capaz de reconhecer e classificar materiais diversos, que funciona como um braço robótico que separa o lixo em alta velocidade. Ele usa uma câmera para reconhecer, em seu sistema, materiais como caixas de papelão, plástico, papel e itens que não podem ser reciclados.

Novas Reservas Particulares 

Situadas na área do Loteamento Reserva Saint Michel, que está sendo construído no município da Barra de São Miguel, no Litoral Sul de Alagoas, as áreas passam a ser, a partir de agora, locais permanentes de proteção. Uma vez criadas, as reservas não mais podem ser extintas. As criações das novas RPPNs pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) foram publicadas no Diário Oficial do Estado. No total, são quase 85 hectares de mata que passam a ser protegidos pelos proprietários das áreas, que em um futuro próximo serão os moradores do loteamento. Ao comprar o terreno no Reserva Saint Michel, as pessoas assumem o compromisso de ajudar a proteger a vegetação e os animais que nela vivem.

Reflorestamento no Agreste e Sertão

Mais de 30 mil mudas de juazeiro, angico de caroço, catingueira, ipês roxo e amarelo, espécies florestais nativas da Caatinga e da Mata Atlântica, contribuem para recuperar áreas degradadas das regiões Agreste e Sertão do Baixo São Francisco alagoano. A ação é resultado de parceria entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e o Centro de Referência em Recuperação de Áreas Degradadas do Baixo São Francisco (Crad/Ufal), unidade que atua na realização de pesquisas e na capacitação de pessoal, como parte do Programa de Revitalização da Bacia do Rio São Francisco, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Pilar restaura meio  ambiente após chuvas 

A Prefeitura Municipal de Pilar, por meio das secretarias de Meio Ambiente e Urbanismo e Infraestrutura, está realizando ações para restaurar o meio ambiente da cidade. O objetivo principal das secretarias é plantar 10 mil mudas nas áreas de desastres atingidas pelas fortes chuvas.

Criação amadora          de passeriformes 

A criação amadora de passeriformes é possível, desde que respeitada a legislação. Equipes de fiscalização e gestão de fauna do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) alertam de que forma a criação pode ser feita. O criador amador de passeriformes é qualquer pessoa física que mantém em cativeiro, sem finalidade comercial e para contemplação, estudo e conservação ou para desenvolvimento de tecnologia reprodutiva das espécies, aves nativas da ordem passeriformes – descritas nos anexos um e dois da Instrução Normativa nº 10 de 2011, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A aquisição das aves pode ser feita, de forma legal, em criadouros comerciais licenciados e legalizados pelo órgão ambiental competente. Todo animal silvestre proveniente de estabelecimento comercial legalizado deve possuir marcação individual, certificado de sexagem e nota fiscal de venda.

Esgoto em residenciais de Rio Largo 

A população de Rio Largo apresentou denuncia ao MPE dando conta de que havia esgoto vertendo pelas ruas dos residenciais. O Ministério Público, por sua vez, realizou audiência e solicitou ao IMA/AL que realizasse a coleta e análise, microbiológica e físico-química, dos efluentes que deveriam ser tratados. Na demanda o MPE forma uma espécie de força tarefa para apurar a denúncia da população e verificar o problema que afeta o abastecimento e tratamento de esgoto dos residenciais Francisco Tavares Granja, Barnabé Oiticica, José Carlos Pierucetti, Teotônio Vilela, DemorisvaldoTargino Wanderley, Antônio Lins Souza, Bosque dos Palmares e Jarbas Oiticica.

Filhote de baleia 

morre na Praia do Sobral 

No último domingo (23) um filhote de baleia Jubarte encalhou no litoral sul de alagoas. Ambientalistas do Instituto Biota de Conservação conseguiram salvar e devolver ao mar o filhote, mas na noite da segunda-feira (24) ele voltou a encalhar, desta vez no Sobral, praia de Maceió, e acabou morrendo. No domingo, por estar ferido, o animal levou horas para ser reintroduzido ao mar.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia