Acompanhe nas redes sociais:

24 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 927 / 2017

26/06/2017 - 17:58:57

Saia daí Temer!

ELIAS FRAGOSO

Corria o ano de 1987 e a Constituinte estava a pleno vapor no Brasil. Era a noite em que foi aprovada a criação do Ministério Público quando um deputado (hoje dos mais importantes políticos do país e também dos mais enrolados na Lava Jato) comentou eufórico a aprovação. Quis saber dele o motivo da euforia: “Foi uma grande vitória das esquerdas!” (na época, ele era “esquerdista” e uma figura menor no cenário político nacional).  E foi, já que a ala esquerda estava fora do poder e nada teria a perder com a atuação independente do Ministério Público.

Perguntado por ele sobre a minha opinião, disse que em menos de duas décadas aquela votação mudaria o jeito de se fazer política no Brasil e que muitos deles iriam se arrepender do voto favorável dado em favor do MP. Profecia? Que nada. Mera constatação – atuei durante anos no Congresso - do que já era prática constante no período: a corrupção deslavada já corria solta e a todo vapor naquela casa. 

As mesmas empreiteiras de hoje, as mesmas empresas de sempre. Todos lá estavam financiando votos na Constituinte e influindo na Comissão de orçamento (que anos depois passou por um escândalo de manipulação de verbas – que para os dias quadrilheiros de hoje foi mera fichinha).

Pois bem, os entusiasmados “esquerdistas” da Constituinte são hoje a linha de frente dos acusados pela Lava Jato. Que agora avança à caça dos “conservadores” e daquelas empresas e empreiteiras useiras e vezeiras de comprar deputados e senadores para defender os seus interesses e trair a promessa feita aos seus eleitores.

As gangues que hoje comandam os principais partidos do país – todas – estão encalacradas. Acuadas pela traição ao povo que irá defenestrá-las em 2018 e incapazes de se articularem para um mea culpa que jamais virá. Vivemos tempos difíceis e de mentiras. Deslavadas, acintosas. E aí chegamos ao Sr. Temer.Como já disse aqui, político menor, de conchavos de bastidores e sem qualquer traquejo para lidar com o cargo (mesmo de início contando com a boa vontade das corporações e da maior parte da mídia. Menos do povo que sequidamente lhe reprova. Só 9% o aprovam). 

A delação do dono da JBS enterrou de vez qualquer veleidade com relação à sua pose de estadista reformador. Foi desnudada sua posição de “líder da mais perigosa quadrilha do pais” segundo ele. De um bando que vem rapinando o país há décadas (o ridículo e criminoso homem da maleta, seu representante para negócios com a JBS; a delação do famigerado Lúcio Funaro que mostrou provas do seu envolvimento nas falcatruas, a abertura de inquérito pelo Supremo e agora, pasmem, formalmente acusado pela Polícia Federal do seu próprio governo de corrupção passiva, coloca uma pá de cal em qualquer pretensão sua de continuar à frente do governo mais infestado de corruptos que o país jamais teve (governo aqui entendido como uma extensão do tsunami de corrupção liderado pelos petistas). O senhor já tem nas costas 8 pedidos de impeachment. Vive para se defender e infernizar a vida dos brasileiros e do Brasil que não sairá da crise enquanto você estiver a frente dos destinos da Nação.

Não há mais governabilidade. Nenhuma condição para sua permanência.Seus defensores são a escória da política de nosso país. Sua impopularidade só aumenta. O povo brasileiro não o quer, aliás detesta-o. Só você não vê o constrangimento que está causando. Ninguém irá levantar a bandeira fica Temer. Só os seus porta-vozes, alguns poucos, raros, insignificantes deputados e senadores atolados em denúncias. Os mesmos que defendiam o Sr. Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, hoje preso. São áulicos a serviço de quem tenha algum tipo de poder.

O Brasil está remexendo no lixo da história. Esse cheiro putrefato ainda vai durar. Mas, vamos passar sim, a limpo tudo. O que espera? Saia da chefia do governo. Hora de desligar os aparelhos, como disse Gabeira.

Saí daí Temer!

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia