Acompanhe nas redes sociais:

21 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 921 / 2017

16/05/2017 - 06:58:03

ABC do Interior

Roberto Baia

Fim da corrupção em Traipu

Em quatro meses de administração, o prefeito de Traipu, procurador licenciado Eduardo Tavares, surpreendeu até mesmo aliados como a ex-prefeita e prima Conceição Tavares, a quem responsabiliza por um “rombo” de R$ 16 milhões junto ao INSS. 

Com medidas duras, mas que considera fundamentais para recuperar a máquina administrativa, Tavares denunciou às autoridades ex-gestores que praticaram atos de improbidade, reduziu o quadro de servidores de 2 mil para 1.100 e nomeou uma equipe técnica, formada por especialistas, para áreas cruciais como saúde, educação e segurança pública.

Segurança do cidadão

“Reconheço que algumas medidas que tomei são impopulares, mas legítimas no sentido de dar um basta na corrupção e no assistencialismo político e eleitoreiro, impregnado durante longos anos no setor público municipal”, disse o prefeito que faz questão de afirmar que nesses quatro meses de gestão promoveu mudanças importantes para garantir a segurança das famílias traipuenses. 

Nesses quatro meses em que estou à frente da Prefeitura ocorreu apenas um assassinato na zona rural”, revelou.

No caminho certo

“Instalamos mais de 80 câmaras para monitorar as ruas da cidade e acabamos com uma quadrilha formada por perigosos bandidos, amigos de um ex-prefeito da cidade. Garantimos a segurança até mesmo no Banco do Brasil durante o pagamento dos salários dos servidores. Antes, o clima era de total insegurança com assaltos praticados por delinquentes que agiam impunimente em Traipu. Vou provar que a Prefeitura, que ao longo dos anos foi transformada em cabide de emprego, tem jeito e colocá-la a disposição da população que já conta com serviços de qualidade. Não serei candidato à reeleição e se Deus permitir vou concluir os quatro anos de mandato, trabalhando dia a dia para garantir a cidadania dos nossos munícipes”, disse Eduardo Tavares. 

Já é hora 1

O recente episódio envolvendo professores da rede municipal de ensino de Arapiraca, que decretou paralisação por tempo indeterminado, mostra claramente que é hora de o prefeito Rogério Teófilo parar e colocar a cabeça para pensar. Teófilo acusou os professores de “invasão” do Centro Administrativo. Por sua vez, a categoria, que luta por reposição salarial, diz que ele não quer dialogar e sequer recebe a comissão formada por educadores e membros da diretoria do Sinteal.

Já é hora 2

Rogério precisa e com urgência repensar e promo-ver mudanças de imediato na sua equipe, dando um pontapé no traseiro de alguns indivíduos que agem de forma truculenta e mesquinha, promovendo desarmonia entre o poder público e os servidores. 

Já é hora de acordar, abrir diálogo com a Câmara, servidores e a sociedade civil organizada.

 Nova              chamada

Por falar em Arapiraca, a Secre-taria Municipal de Educação fez ontem, quinta-feira, 11, a 10ª chamada para preenchimento das vagas temporárias do Procedimento Seletivo Emergencial Temporário. Ninguém sabe quando essas vagas serão preenchidas, já que foram 23 mil inscritos para preenchimento de um pouco mais de 600 vagas.

Em tempo: a Câmara Municipal já solicitou a relação com os nomes dos servidores selecionados. Pelo jeito vai ter que aguardar por um bom tempo.

Por outro lado, as escolas continuam com problemas por falta de servidores.

Nos Estados Unidos

A médica cardiopata infantil, alagoana Maria Márcia Morais Souto Maior estará viajando, no dia 17, para participar como convidada do Congresso de Cardiopediatria da Costa Oeste americana que vai de 18 a 21 deste mês em Seattle (EUA).

Ela nasceu em Maceió, formou-se na Escola de Ciências Médicas aos 21 anos de idade, depois fez mestrado no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. É professora da maior universidade privada do Brasil: Unifor, em Fortaleza, médica do Hospital estadual de Messejana, na época do governo Tasso Jereissati. Ela ainda trabalha em mais três hospitais em Fortaleza, além do Instituto do Coração com o médico palmeirense Valdeste Cavalcante.

Convite

Em Alagoas, Márcia Souto Maior estagiou na Santa Casa de Misericórdia de Maceió e no Hospital Universitário.

Tudo isso a convite do Dr. Mark Lewin (chefe da cardiologia pediátrica do Seattle Childrens Hospital) e organizador do congresso. Antes uma equipe de médicos americanos esteve em Fortaleza conhecendo o trabalho dos médicos Valdeste Cavalcante e Maria Márcia Souto Maior, hoje uma referencia no Brasil inteiro, onde já se fez 44 transplantes de crianças e se preparando para fazer o 45º antes da viagem.

Morte de radialista

A polícia civil continua investigando o assassinato do radialista Jota Ferreira, ocorrido na quarta-feira, 10, que apresentava um programa, nos “Bares da Vida”,  na Rádio Olho d´Água FM.

De acordo com informações de uma fonte ligada a Secretaria de Segurança Pública, o radialista era pessoa tranquila, mas trabalhava com agiotagem, que acabou se tornando a principal linha de investigação. 

“Estamos realizando diligências com a finalidade de encontrar os dois elementos que mataram o profissional. É só uma questão de tempo para sejam presos”, disse um fonte policial.

Disparos

Um homem que estava em uma motocicleta efetuou os disparos quando o radialista saia de casa, na Zona Rural de Olho d´Água das flores, no povoado Sabalangá, Sertão de Alagoas.

Jota Ferreira foi surpreendido pelos disparos dentro do seu automóvel.

Foi socorrido por seu filho, vindo a falecer antes de chegar a um hospital da Região.

PELO INTERIOR

... A assinatura de um convênio de cooperação técnica entre a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal) e a Prefeitura de Cajueiro foi o tema de uma reunião ocorrida na terça-feira, 9, entre o presidente da Agência, Marcus Vasconcelos, o prefeito e o vice-prefeito da cidade, respectivamente, Palmery Melo e José Carlos Cardoso.

... O encontro ocorrido na presidência da Agência Reguladora, contou também com a presença do deputado estadual Ronaldo Medeiros.

... Já firmado com outros municípios, o convênio prevê melhorias no Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros, possibilitando que o Município atue em conjunto com a Arsal no planejamento e execução de serviços operacionais e, principalmente, na fiscalização do transporte no perímetro urbano, nos pontos de embarque e desembarque, terminal rodoviário e rodovias de acesso à cidade.

... O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da 17ª Promotoria de Justiça da Capital (Fazenda Pública Estadual), conseguiu a condenação dos réus Heli de Oliveira Lima e Naldo Robério Alves da Silva por atos de improbidade administrativa, com ressarcimento ao erário estadual. 

... Eles foram responsáveis por desviar R$ 316.860,21 dos cofres públicos, segundo a ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça Coaracy Fonseca em 2011.

... Servidor público estadual exonerado, Heli de Oliveira praticou irregularidades na folha de pagamento da Secretaria de Estado da Cultura entre outubro de 2001 a junho de 2007, no valor de R$ 109.775,19. 

... Já o servidor Naldo Robério segue na Secretaria de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Agrário, de onde desviou R$ 207.085,02, no período de junho a novembro de 2007. Devido à conduta constatada pela Auditoria Geral do Estado, os dois respondem por enriquecimento ilícito, nos termos da Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

... Foi sepultado na manhã de quarta (10), no Cemitério Pio XII, em Arapiraca, o corpo do médico veterinário José Barros, de 69 anos, que faleceu na noite de segunda-feira (8), na Santa Casa de Maceió, na capital alagoana. Ele vinha lutando contra um câncer há vários anos e faleceu após passar por um procedimento cirúrgico. 

... José Barros era funcionário estadual e estava cedido ao município de Arapiraca desde 1981, onde ficou lotado na Secretaria Municipal de Saúde. Durante 33 anos trabalhou no setor de Vigilância Sanitária Municipal, onde desempenhou a função de coordenador e atuou na área de alimentos. 

... A atual coordenadora da Vigilância Municipal, Walquiria Bastou, ressaltou o comprometimento e seriedade no trabalho desenvolvido por José Barros durante mais de três décadas na Secretaria Municipal de Saúde e lamentou a perda do colega de trabalho. 

... Aos nossos leitores desejamos um excelente final de semana. Até a próxima edição! 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia