Acompanhe nas redes sociais:

18 de Novembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 920 / 2017

08/05/2017 - 15:52:59

Sururu

Massa de manobra

Da Redação

1 - Os trabalhadores do setor privado que condenam a reforma da Previdência estão ajudando a aumentar a concentração de renda e aprofundar o fosso da desigualdade social no país. 

2 – É preciso dizer que o atual sistema previdenciário só interessa aos servidores públicos, cuja aposentadoria custa o triplo do aposentado privado. 

3 - Esse desequilíbrio é atribuído a distorções dos regimes de Previdência no Brasil, que beneficiam grupos específicos, os mesmos que lutam para manter seus privilégios. 

4 – Preocupados em garantir suas regalias, esses grupos omitem o fato de que o setor público é o responsável pelo bilionário rombo que ameaça quebrar a Previdência. 

5 – Como revelou o jornalista Cláudio Humberto, em seu blog no portal Diário do Poder, a aposentadoria do setor público “é o maior programa de transferência de renda dos pobres para os ricos”. 

6 – Lembra que o deficit acumulado em 15 anos por 1 milhão de aposentadorias no setor público somou R$ 1,3 trilhão, contra R$ 450 bilhões das 29 milhões de aposentadorias do setor privado.  

Sem censura

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instalou a comissão do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa, que vai garantir o livre exercício do jornalismo. O fórum vai monitorar a ação de juízes que se consideram acima da lei para censurar a imprensa e condenar jornalistas.

Engana, que eu gosto

A Câmara de Maceió criou uma Comissão Especial para investigar os preços dos combustíveis praticados na Capital. Os vereadores acreditam na formação de cartel e querem ouvir os varejistas do setor. Nem precisa ser vidente para saber o destino dessa pseudo investigação. 

Moacir Teófilo

Aos 89 anos, o professor José Moacir Teófilo é o mais novo membro da Academia Alagoana de Educação. O discurso pela homenagem foi feito pelo filho Rogério Teófilo, que destacou as lições de vida de um dos maiores educadores de Alagoas. 

Humberto Martins

O ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, caiu no olho do furacão da Lava Jato ao ter seu nome ligado ao pagamento de propina pela construtora OAS. 

Pai e filho

Segundo a Folha de S. Paulo, o dinheiro foi repassado ao ministro por meio de seu filho, o advogado Eduardo Filipe, que também teria se beneficiado da propina.

Contrapartida

Ainda segundo a Folha, a propina foi paga por conta de suposta atuação do ministro e do filho em favor da OAS em ações que tramitam no STJ. 

Festa no Caribe

No bojo dessa denúncia, Humberto Martins também pode ser investigado pela festa de casamento da filha, no balneário de Punta Cana, República Dominicana.  

Voo da alegria

Bem distante dos nativos caetés, o rega-bofe caribenho ocorreu em julho de 2015 e teve participação maciça de autoridades alagoanas, incluindo governador, senadores, secretários de Estado, juízes e desembargadores.

Assédio

Na época, esta coluna foi informada por um dos convidados de que a opção pelo famoso balneário teve o objetivo de dificultar o assédio de conterrâneos ao ministro, então cotado para presidir o STJ. 

Entourage

Se forem investigar o evento, os procuradores da Lava Jato vão querer saber quem pagou a conta da festança caribenha e as despesas com a  entourage alagoana no além mar. 

Intervenção

A decisão do STF de processar e julgar governador sem autorização da Assembleia Le-gislativa também dá ao Supremo o poder de afastar governadores mediante a concessão de mera medida cautelar.

Água Branca

O vereador Cargilson Larceda (PC do B) denunciou no Ministério Público em Água Branca a prática de nepotismo por parte do secretário municipal de Saúde, Rafael Campos, que nomeou a esposa como coordenadora de fisioterapia e o cunhado como assessor. As nomeações, segundo o vereador, caracterizam o beneficiamento de parentes em órgão públicos.

Ao saber da denúncia, o prefeito de Água Branca, José Carlos, reagiu: “Oxe! E não pode não, é?”.

Segundo pessoas próximas ao prefeito, se as nomeações forem contrárias à lei, ele garante que vai mandar demitir. “Demito logo, logo! Porque o certo é certo, né?”, teria dito ele.

Ciclo de palestras 

O Senac promove nos dias 15, 17 e 19 de maio, às 19 horas, a 2ª edição do Ciclo de Palestras de Comunicação. Evento acontece  na Unidade Farol, Av.Fernandes Lima, 926. A palestra Neurolinguística será ministrada por Fábio Gomes e Vencendo o  Medo de falar em Público com Alcilene Vieira. A roda de conversa ficará por conta dos jornalistas Marcos Tchola, Naara Normande, Cristiane Calaça e Gilka Mafra. Mais informações: (82) 2122-7950

Constituinte

O advogado Mendes de Barros e o deputado Ronaldo Lessa estarão hoje às 18h30 no Crea para debater a crise nacional. Eles defendem a instalação de uma Constituinte originária como saída para o caos que se instalou no Brasil. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia