Acompanhe nas redes sociais:

19 de Setembro de 2018

Outras Edições

Edição nº 919 / 2017

02/05/2017 - 09:06:36

Meio Ambiente

Bruno Fernandes

Escolas Públicas

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da 3ª Promotoria de Justiça Coletiva da Fazenda Estadual, realizou, na terça-feira, 25, uma reunião com representantes do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) para elaborar uma proposta para adequação ambiental das 14 escolas públicas estaduais contempladas com o projeto “Fale, Educação!”. Na reunião ficou determinado que a instituição ambiental confeccionará um projeto matriz, que servirá de norte para as adaptações necessárias em cada unidade de ensino.

Descarte irregular 

Agentes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) apreenderam e autuaram um caminhão por descarte irregular de resíduos. O flagrante ocorreu na segunda-feira, 24. A empresa responsável pelo veículo foi autuada e terá que pagar multa, além de retirar todo o material destinado irregularmente do local. O alvará de licenciamento ambiental da empresa determinava que o descarte deveria ser feito em outro local, confirmando a irregularidade.

Treinamento 

Técnicos das cidades de Inhapi, Piranhas, Olho d’Água do Casado, Delmiro Gouveia e Água Branca, todas do Sertão alagoano, participaram de treinamento com uma equipe formada por especialistas das Gerências de Monitoramento e Fiscalização, e Fauna, Flora e Unidades de Conservação, do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA). O treinamento teve início na segunda-feira, 24, e terminou na terça-feira, 25, em Delmiro Gouveia. O objetivo desse treinamento é que a integração com as prefeituras colabore com a as ações de combate às infrações ambientais na região.

Troca justa 

Tramita na Assembleia Legislativa de Alagoas um projeto de lei que regulamenta a obrigação das concessionárias de veículos novos no estado a plantar uma árvore para cada carro zero quilômetro vendido em Alagoas. O projeto estabelece que a Secretaria de Meio Ambiente de cada município, fique responsável pela implantação do projeto, indicação das espécies, tamanho das mudas, indicação das áreas adequadas ao plantio, bem como a fiscalização da lei. O plantio das árvores deverá ser feito em áreas de preservação ambiental permanente e em reservas florestais.

Matas ciliares

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) deram início a um programa que consiste na produção de mudas para recuperação das matas ciliares no estado de Alagoas. O primeiro passo do projeto será de visitas de campo, com equipe técnica especializada. O objetivo é identificar as áreas nos municípios que irão receber mudas para recuperação das matas ciliares. Tanto a Semarh quanto a Ufal se organizam para realizar o plantio em parceria com os municípios de Maceió, Marechal Deodoro, Pilar, Satuba, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte e Rio Largo, que estão localizados no entorno do Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba. 

CURSO

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) passa a receber em maio as inscrições para as últimas etapas dos cursos de eficiência energética, oferecidos gratuitamente em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). As capacitações para o Guia de Medição e Verificação do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) serão realizadas em Florianópolis (SC), Salvador (BA), Campo Grande (MS) e Recife (PE). Podem se inscrever no projeto os profissionais com formação universitária, graduados como tecnólogo ou técnico (com no mínimo de três anos de duração) que tenham experiência na área de eficiência energética. Também estão aptos os que trabalham com gerenciamento ou execução de programas de eficiência energética em distribuidoras.

Indígenas 

A secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural do Ministério do Meio Ambiente, Juliana Simões, formalizou na terça-feira, 25, em Brasília, o apoio para a realização do Encontro Internacional da Aliança dos Guardiões da Mãe Natureza. Participaram da reunião o presidente da ONG Planete Amazone, Gert-Peter Bruch, e a embaixadora da Aliança, a indígena Marishori Najashi, da tribo Ashaninka, do Peru. A proposta é que o encontro reúna, em Brasília, no início de outubro, indígenas de todos os continentes e representantes de organizações da sociedade civil para debater propostas em defesa da natureza e dos territórios indígenas, a preservação das florestas e das culturas desses povos e de seus modos de vida. Além disso, será debatido o direito das gerações futuras. O evento deve reunir cerca de 500 participantes.


Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia